Artigos

Concurso TRE-SC 2017 / 2018: Edital previsto ainda para este ano!

Autorizado em setembro, certame prevê a disponibilização de vagas técnico e analista, com salários a partir de R$7.500,00.

Concurso TRE-SC 2017 / 2018: Edital previsto ainda para este ano!

A busca pela carreira pública povoa os sonhos de milhares de concurseiros em todo o Brasil e determinados órgãos despertam maior atenção daqueles que dedicam horas a fio aos seus estudos. Dentre eles, encontram-se os tribunais, seja qual for a esfera.

Isso inclui os Tribunais Eleitorais dos Estados e DF. Estabilidade e boas remunerações rendem número expressivo de concorrentes em todos os concursos lançados. Com o TRE-SC não seria diferente! O órgão prevê a liberação de seu próximo edital em breve, ofertando vagas para analistas e técnicos.

Sobre o TRE-SC

Em 9 de junho de 1945, esta Corte dividiu a circunscrição sob sua jurisdição em trinta e quatro Zonas Eleitorais, cabendo à Capital duas delas: a 12ª, com sede no Edifício do Abrigo de Menores, e a 13ª, sediada no Palácio da Justiça, iniciando-se, assim, a primeira grande tarefa desta Corte, qual seja, a qualificação dos eleitores para as eleições de 2 de dezembro de 1945.

Inicialmente, o TRESC realizava suas sessões no Palácio da Justiça, na Praça Pereira Oliveira, enquanto aguardava as reformas do prédio situado na Rua João Pinto n. 42, centro da Capital, onde inaugurou sua sede em 23 de junho de 1945.

Apostila o Concurso Tribunal Regional Eleitoral / SC (TRE/SC) baseado no edital de 2013: TÉCNICO JUDICIÁRIO – ÁREA ADMINISTRATIVA

A partir de dezembro de 1999, o TRESC encontra-se sediado na Rua Esteves Júnior n. 68, centro de Florianópolis, onde em 15 de março de 2000, inaugurou-se o Museu da Justiça Eleitoral Catarinense, denominado Centro de Memória Desembargador Adão Bernardes, o qual reúne um acervo de documentos e objetos que retratam o processo eleitoral catarinense ao longo da história.

Histórico

O Concurso TRE-SC 2017 está autorizado desde o dia 11 de setembro deste ano, durante sessão plenária realizada pelo próprio órgão. A expectativa é de que o edital seja lançado até o final do ano, ou, no mais tardar, início de 2018.

Cargos e salários

O Concurso TRE-SC 2017 deverá ofertar vagas para os cargos analista judiciário (especialidade medicina), técnico e analista judiciários (especialidade contabilidade). O quantitativo oficial ainda não foi divulgado, mas, incluirá oportunidades para contratação imediata e formação de cadastro de reserva.

Ao Analista – especialidade Judiciária cabe a execução de funções ligadas a julgamentos e processamentos ou atividades de cunho superior em RH, desenvolvimento organizacional, dentre outros. Já ao técnico cabe desempenhar funções intermediárias de cunho administrativo, como RH, recursos patrimoniais, desenvolvimento organizacional, além de suporte administrativo e técnico às unidades.

Ao Analista – especialidade Administrativa cabe a execução de funções de nível superior relacionadas à administração de recursos patrimoniais, humanos, materiais, orçamentários, controle interno, desenvolvimento organizacional, dentre outras.

Analistas e técnicos com especialidade específica executam, respectivamente, funções em níveis superior e médio, de acordo com a formação e cargos ocupados.

A vaga imediata será destinada ao cargo de Analista – Especialidade Medicina. O cadastro de reserva preencherá, ao longo da validade do concurso, as vagas que apresentarem demanda, conforme a necessidade do órgão. Os salários iniciais previstos serão de R$6 mil para técnico e R$10 mil para analista. No entanto, servidores federais foram contemplados com o reajuste escalonado sancionado em 2016. Sendo assim, até 2019, os servidores perceberão remunerações de R$7.591,37 e R$12.455,31, respectivamente, sem incluir benefícios e gratificações.

Último Concurso TRE-SC 2015

O último certame para o TRE-SC foi lançado em 2015, organizado pela AVR Assessoria Técnica. Na ocasião, foram ofertadas uma vaga imediata para o cargo de Analista Judiciário (especialidade Arquitetura) mais cadastro de reserva. Os candidatos foram avaliados mediante a aplicação de provas objetivas e discursivas, abrangendo as disciplinas de Língua Portuguesa, Noções de Informática, Normas Aplicáveis aos servidores públicos federais, Regimento Interno do TRE-SC e conhecimentos específicos.

Concurso TRT SC 2015

As disposições gerais do concurso, tais como especialidades e atribuições dos cargos, bem como conteúdo programático encontram-se disponíveis no edital, acessível pelo link: Edital do Concurso Público N. 1/2015

Dicas para passar no Concurso TRE-SC 2017

Um dos principais itens para se dar bem em um concurso é conhecer sua banca organizadora. Ainda não foi divulgada a banca organizadora definida para o certame de 2017, portanto, vamos analisar o perfil das principais quando o assunto são os concursos para tribunais.

Cebraspe (Cespe/Unb).

Uma das mais temidas pelos concurseiros devido ao grau de dificuldade, integra a Fundação Universidade de Brasília. No entanto, candidatos mais experientes acabam adotando o Cebraspe como sua banca favorita, justamente pelo estilo das questões “certo ou errado”, reduzindo a margem para chute. Segundo eles, a banca acaba sendo mais justa por selecionar os candidatos que, realmente, conhecem o conteúdo.

E esse reconhecimento se dá, também, pela costumeira “cobrança além do conhecimento memorizado”. Para o Cespe, não basta decorar a matéria, é preciso entendê-la de forma global. A temida regra do “uma alternativa marcada errada invalida a certa” é cobrada em grande parte das provas, mas, não em 100%, portanto, atente-se ao edital.

As questões costumam ser longas, bem elaboradas, cobrando bastante interpretação por parte do candidato. Quando se trata de conteúdos de Informática, o candidato deve ir além da simples leitura do conteúdo, procurando se habituar aos equipamentos e sistemas operacionais mais recentes por meio da prática.

Além do alto nível de preparo e testes por meio da resolução de provas anteriores elaboradas pela banca, uma boa dica para não perder pontos devido à regra 1×1 ou 2×1 é, ao ficar em dúvida com relação a uma questão, deixa-la em branco. Chutar pode levar ao erro, anulando sua resposta correta em uma alternativa anterior. É melhor não marcar nada do que perder.

Fundação Carlos Chagas (FCC)

Os candidatos têm achando a FCC cada vez mais parecida com o Cespe em razão do grau de dificuldade das provas e da extensão de suas questões. No entanto, a diferença se encontra no fato de que, no caso desta banca, mesmo questões extensas são mais objetivas que aquelas elaboradas no Cespe.

Também tem como característica as questões de múltipla escolha, pedindo atenção do candidato quanto ao que está sendo cobrado. Por vezes, pede a alternativa “incorreta” ao invés da “correta”, o que acaba confundindo os candidatos. Portanto, muita atenção! A banca também costuma cobrar todos os itens do edital, então, nada de estudar apenas parte dele.

Por elaborar questões objetivas, a FCC é conhecida por ser mais literal, o que acaba favorecendo quem tem maior facilidade de memorização. Além disso, a banca tem o hábito de repetir questões aplicadas em provas anteriores, então, mais do que nunca, resolução de exercícios de concursos passados é uma dica certeira.

Fundação Getúlio Vargas (FGV)

A FGV, ao contrário das demais bancas, não costuma aplicar um padrão de suas provas. O que vai diferenciar uma das demais quanto ao grau de dificuldade é a exigência do órgão. Mas, ainda dá para tirar alguns itens em comum de suas provas.

A banca costuma valorizar o conhecimento do candidato quanto aos temas relacionados ao cargo que exercerá, por isso, enfatiza bastante as questões de conhecimentos específicos. Também são recorrentes os enunciados de textos longos e bem elaborados.

Aplica interpretação de texto nas provas de Língua Portuguesa, enquanto reforça a cobrança de doutrinas nos exames de Legislação.

O conhecimento da banca é importante, porém, também é essencial se atentar ao peso das matérias cobrado por cada concurso. Essa informação vem explícita no conteúdo programático, descrito nos editais. Nos conhecimentos específicos, por exemplo, todas as matérias costumam ser cobradas nas provas, sendo pontuadas com peso 2 , o que exige bastante estudo nessa parte por parte dos candidatos.

Outro quesito que tira o sono dos concurseiros são os critérios de desempate. Em relação às provas para seleção de pessoal do TRE, o primeiro critério é o fator idade (dando prioridade para os candidatos maiores de 60 anos), seguido da maior pontuação na prova objetiva de conhecimentos específicos. Alguns órgãos incluem serviços de mesário como critério de desempate.

Concurso TRE-SC 2017/2018

O Concurso TRE-SC 2017/2018 já está autorizado e prevê o lançamento do edital até o início de 2018. Deve ser contempladas vagas imediatas e cadastro de reserva para carreiras de Analista – especialidade medicina, Técnico e Analista – especialidade Contabilidade. Portanto, acelere seus estudos, tendo como base os editais anteriores, e garanta sua aprovação do Concurso TRE-SC 2017/2018!

Comentários