Dinheiro no bolso! Novo saque do FGTS permite retiradas todos os anos; Vale a pena?

Para receber em 2020, beneficiários devem optar pela modalidade até antes do último dia do mês de nascimento.

Começa em abril o calendário do saque-aniversário, modalidade que permite saques ao Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) anualmente, no mês de nascimento do trabalhador. A função funcionará como uma alternativa ao saque rescisão, que permite retiradas apenas em caso de demissão sem justa causa.

Para participar do saque-aniversário em 2020, o beneficiário deve optar pela modalidade até antes do último dia do mês de nascimento. Nesse caso, quem nasceu em janeiro teve até o dia 31 do mês em questão para realizar a mudança; pedidos feitos posteriormente à data terão os créditos liberados somente em 2021.

Cálculo dos saques

Para saber a quantia que cada trabalhador terá direito, a Caixa Econômica Federal (CEF) disponibiliza uma ferramenta de simulação do saque. Nela, é possível saber o valor que poderá ser sacado de acordo com o saldo disponível. 

Para entender melhor o cálculo, observe a tabela de alíquota aplicada sobre a somatória das contas acrescido de parcela adicional:

Alíquota FGTS

Atenção! Vale lembrar que ao optar pelo saque-aniversário, o trabalhador não poderá sacar o total da conta do FGTS em caso de demissão sem justa causa. Saques integrais serão permitidos apenas em caso de compra da casa própria, doenças graves, aposentadoria e demais situações previstas em lei.

Leia também: Pagamentos de R$ 498 e R$ 998 do FGTS liberados em fevereiro. Saiba mais

Vantagens e desvantagens do saque-aniversário

Estão entre os atrativos do saque-aniversário: retiradas anuais ao fundo do trabalhador, aplicação do valor em investimentos de renda fixa e variável, uso do dinheiro para quitar dívidas, multa rescisória de 40%, entre outras.

Contudo, alguns pontos negativos precisam ser mencionados. Um deles é o fato de o trabalhador ficar impossibilitado de sacar o valor integral do saldo em caso de demissão sem justa causa. Além disso, em muitos casos, a quantia liberada pode não ser tão alta, visto como é feito o cálculo. 

De acordo com o professor de finanças da FGV-Eaesp, Fabio Gallo Garcia, o trabalhador deve se atentar à sua situação no trabalho. Se há riscos de demissão, a adesão ao saque-aniversário pode não ser vantajosa, visto que ele proíbe o saque total das contas em casos de demissão sem motivo.

Por outro lado, se há uma situação favorável no emprego e precisando de dinheiro, o cidadão pode encontrar na nova modalidade uma forma de desafogar as dívidas. 

Outra dica é investir o dinheiro. No entanto, especialistas no assunto, como o planejador financeiro da empresa Par Mais, Caio Henrique Alberconi, afirmam que trabalhadores com perfil mais conservador costumam aplicar em renda fixa com base na taxa selic, atualmente em, 4,25%. Nesse caso, os rendimentos seriam nulos.

O saque do dinheiro anual do fundo para fins de investimentos seria ideal para quem é mais arrojado e não tem receio de investir em novas formas de aplicar o dinheiro. Como no caso da nova poupança, que rende 70% da Selic e o equivalente a 2,98% caso o dinheiro fique parado por 12 meses.

Calendário Saque-aniversário 2020

Confira as datas de início da liberação dos lotes do novo saque do FGTS para este ano:

Calendário Saque-Aniversário 2020

Leia mais: Novo pagamento do FGTS 2020 começa em abril; Confira as datas de saque

Veja mais sobre

Voltar ao topo

Deixe um comentário