SAIU! Edital para Oficial de Justiça é publicado para nível médio; Salário de R$ 3.692,61

ncurso do Tribunal Militar de Minas Gerais (TJM MG) traz a oferta de 20 vagas para o cargo de oficial judiciário. Inscrições a partir de 30 de março pelo site da Fumarc.

Ótima notícia para os concurseiros! O Tribunal de Justiça Militar de Minas Gerais (TJM MG) teve edital publicado com a oferta de 20 vagas para o cargo de oficial judiciário. Para seguir a carreira, é necessário ter ensino médio completo, o salário inicial dos aprovados será de R$ 3.692,61.

A banca organizadora do concurso é a Fundação Mariana Resende Costa (Fumarc), sendo que as inscrições terão início no dia 30 de março e seguem até dia 29 de abril pelo site da empresa. Taxa de inscrição no valor de R$ 70 será cobrada.

Confira a seguir a distribuição de vagas por lotação concorrer ao cargo:

Oficial judiciário (classe D) – TJM-SG – Especialidade oficial judiciário

  • Vagas: 11;
  • Lotação: Secretaria do Tribunal de Justiça Militar (2ª Instância);

Oficial judiciário (Classe D) – TJMA-SG – Especialidade oficial judiciário

  • Vagas: 8;
  • Lotação: Secretarias de Juízo Militar (1ª Instância);

Oficial judiciário (Classe D) – TJM-SG – Especialidade assistente técnico de sistemas

  • Vagas: 1;
  • Lotação: Secretaria do Tribunal de Justiça Militar (2ª Instância);
  • Qualificação exigida: conclusão de curso técnico de Processamento de Dados ou outro de nível médio de escolaridade relacionado com a área de Informática;
  • Experiência exigida: mínimo de dois anos como técnico em informática;

Também há vagas de nível superior

Além das 20 oportunidades para oficial judiciário, o concurso TJM MG também trará quatro vagas de cadastro de reserva para técnico judiciário. As oportunidades são para diferentes áreas de formação em nível superior, os ganhos serão de R$ 5.782,78. Confira a descrição a seguir:

Técnico judiciário (Classe C) – TJM-GS – especialidade técnico judiciário

  • Vagas: cadastro de reserva
  • Lotação: Secretaria do Tribunal de Justiça Militar (2ª Instância)
  • Qualificação exigida: graduação em curso superior de Direito, reconhecido por órgão governamental competente.

Técnico judiciário (Classe C) – TJM-GS – Especialidade Contador

  • Vagas: 1
  • Lotação: Secretaria do Tribunal de Justiça Militar (2ª Instância)
  • Qualificação exigida: graduação em curso superior de Ciências Contábeis, reconhecido por órgão governamental competente, e registro e/ou inscrição profissional na entidade de classe da categoria.

Técnico judiciário (Classe C) – TJM-GS – Especialidade Analista de Sistemas

  • Vagas: 1
  • Lotação: Secretaria do Tribunal de Justiça Militar (2ª Instância)
  • qualificação exigida: graduação em curso superior de Informática, reconhecido por órgão governamental competente.
  • Experiência exigida: mínimo de dois anos como Analista de Sistemas

Técnico judiciário (classe c) – TJM-GS – Especialidade Administrador de Rede

  • Vagas: 1
  • Lotação: Secretaria do Tribunal de Justiça Militar (2ª Instância)
  • Qualificação exigida: graduação em curso superior de Informática ou de Tecnologia na área de Administração de Redes, reconhecido por órgão governamental competente, e registro e/ou inscrição profissional na entidade de classe da categoria, se for o caso.
  • Experiência exigida: mínimo de dois anos como Administrador de Rede.

Técnico judiciário (Classe C) – TJM-GS – Estatístico

  • Vagas: 1
  • Lotação: Secretaria do Tribunal de Justiça Militar (2ª Instância)
  • Qualificação exigida: graduação em curso superior de Estatística, reconhecido por órgão governamental competente, e registro e/ou inscrição profissional na entidade de classe da categoria.

Como serão as provas?

Os candidatos deverão passar por provas objetivas, de caráter eliminatório e classificatório, previstas para para serem aplicadas no dia 31 de maio de 2020 na capital Belo Horizonte. As avaliações serão compostas por 5o questões. A distribuição por matéria se dará da seguinte forma:

Oficial Judiciário

  • Língua Portuguesa (25 questões)
  • Noções de Direito (20 questões)
  • Noções de Informática (5 questões)

Oficial Judiciário – Assistente Técnico de Sistemas

  • Língua Portuguesa (15 questões)
  • Noções de Direito (10 questões)
  • Conhecimentos Específicos (25 questões)

Técnico Judiciário

  • Língua Portuguesa  (20 questões)
  • Noções de Informática (5 questões)
  • Conhecimentos Específicos ( 25 questões)

Técnico Judiciário – Analista de Sistemas / Administrador de Redes / Contador/ Estatístico

  • Língua Portuguesa (15 questões)
  • Noções de Direito (10 questões)
  • Conhecimentos Específicos (25 questões)

Também haverá prova de redação no mesmo dia da aplicação da objetiva. Os candidatos deverão realizar texto sobre tema escolhido pela banca com no mínimo 20 e máximo de 30 linhas.

Para mais informações, acesse:

Veja também: Concurso Sefaz 2020: Edital com 249 vagas de nível médio e salário de R$ 3.078,40

Voltar ao topo

Deixe um comentário