Bolsa Família terá inclusão de mais de 1 milhão de brasileiros por causa do coronavírus

Objetivo é amenizar os impactos da doença na vida dos cidadãos em situação de maior vulnerabilidade.

Na tarde de ontem, segunda-feira, 16, o atual ministro da Economia, Paulo Guedes, anunciou que o governo investirá cerca de R$ 3,1 bi no programa assistencialista de maior abrangência do país, o Bolsa Família (BF). A ideia é amenizar os impactos do coronavírus na vida dos cidadãos em situação de maior vulnerabilidade.

A expectativa é que sejam concedidos mais 1 milhão de bolsas-auxílio para as famílias em quadro de extrema pobreza ou de baixa renda, com rendimentos mensais per capita entre R$ 89 e R$ 178, respectivamente. No total, serão injetados R$ 147 bi na economia, dos quais R$ 83,4 bi serão destinados às políticas voltadas ao amparo do cidadão mais necessitado. 

Governo anuncia novas medidas

Outros benefícios que também farão parte da série de medidas de contenção de uma possível crise gerada pelo novo coronavírus são os das aposentadorias/pensões vinculadas ao Instituto do Seguro Social ou INSS e do abono salarial PIS/Pasep.

Para a primeira, segundo Guedes, o governo pretende antecipar o pagamento do 13º salário aos beneficiários em duas parcelas, sendo a primeira em abril e a outra em maio. O total investido será de R$ 46 bi.

No segundo caso, destinado aos trabalhadores formais, estima-se que sejam feitos os depósitos de todas as parcelas do abono salarial no mês de junho, num total equivalente a R$ 12,8 bi. 

Além disso, valores não sacados do PIS/Pasep serão automaticamente transferidos ao Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para futuras modalidades de saques.

Pagamento de novo lote do Bolsa Família será feito amanhã

A partir de amanhã, 18, beneficiários Bolsa Família receberão mais um lote de pagamento do programa. De acordo com o calendário divulgado pelo governo federal, serão creditados aqueles cujo número NIS termina em 1 (e assim por diante). Confira as datas abaixo referente ao mês de março:

  • Final 1: 18 de março
  • Final 2: 19 de março
  • Final 3: 20 de março
  • Final 4: 23 de março
  • Final 5: 24 de março
  • Final 6: 25 de março
  • Final 7: 26 de março
  • Final 8: 27 de março
  • Final 9: 30 de março
  • Final 0: 31 de março

O benefício, que funciona como um complemento da renda para famílias necessitadas, só é concedido aos inscritos no Cadastro Único (CadÚnico) para programas sociais do governo federal. A inclusão nos registros pode ser feita de forma presencial em um dos Centros de Referência De Assistência Social (Cras) ou na gestão do Bolsa Família de cada município.

Leia ainda: Saiu! Confira o calendário oficial do 13º do Bolsa Família para 2020

Voltar ao topo

Deixe um comentário