scorecardresearch ghost pixel



Malware da Rússia causa preocupação em quem usa o sistema Android

Algumas pessoas cobrem a câmera do notebook com medo, mas o risco de fazer um download capaz de comprometer sua segurança é bem maior.



Com o uso frequente dos meios digitais muito tem se falado em ter cuidado ao acessar links, mas em relação aos aplicativos, não é uma discussão em pauta, embora seja de extrema importância. 

Veja também: Novidade! Nova função da CNH Digital permite transferir titularidade e muito mais

O Lab 52, empresa de medicamentos, recentemente descobriu uma operação de cibercriminosos que rouba informações sem que as pessoas percebam. Sua organização está ligada ao Estado russo, ou seja, são muitos interesses envolvidos nesses processos, focando na busca de vantagens econômicas e políticas. 

Os hackers programam um spyware, app específico para praticar extorsão e outros crimes, a partir da coleta de dados pessoais. Ao ser baixado, a aplicação libera um malware no dispositivo, de maneira imperceptível, porque sem prestar muita atenção, ao realizar o download você pode estar autorizando a exposição de tudo o que é feito e armazenado no seu celular. 



Esse descuido e a prática abusiva desses desenvolvedores compromete a sua privacidade e mesmo com todo o respaldo jurídico, os envolvidos conseguem manter o anonimato. 

Qual a conclusão é possível tirar desse episódio e o que fazer para se prevenir dos ataques? 

Conforme observado, nem sempre os prejuízos são visíveis e o grande problema da situação em questão é que o usuário acaba ‘’aceitando’’ uma política de compartilhamento de dados sem consciência do perigo. 

Nesse caso, a permissão resulta no encaminhamento de praticamente todo o histórico do seu smartphone, conversas, fotos e documentos são enviados ao servidor russo. A investigação suspeita que o responsável pelo atentado seja a equipe Turia, conhecida na Europa por outras invasões. 

Nas configurações do celular existe a opção ‘’permissão dos apps’’ que faz um controle do que é exigido para o uso de certas ferramentas disponibilizadas a partir das lojas de produtos digitais. 

Procure realizar downloads apenas em plataformas oficiais, como play store, App Store e Microsoft Store, dispensando sites genéricos. Quem usa o Android na versão 12 a própria câmera ou lanterna sinaliza eventos estranhos, além disso, sempre pesquise sobre a credibilidade de qualquer programa adicionado aos seus aparelhos eletrônicos. 




Veja mais sobre

Voltar ao topo

Deixe um comentário