scorecardresearch ghost pixel



Forbes apresenta os atletas mais bem pagos do mundo

Conheça quais são os atletas mais bem pagos do mundo, de acordo com informações da revista Forbes. Todos eles possuem fortunas dignas de milionários.



Você gosta de esportes e tem a vontade de se tornar um profissional da área? Saiba que os salários para alguns atletas podem ser bem maiores do que você imagina. Recentemente, a revista Forbes divulgou os salários dos atletas mais bem pagos do mundo. O montante entre todos eles é algo inacreditável.

Veja também: Descubra os 20 cargos com maiores salários do Brasil

Atletas mais bem pagos: quais são?

Primeiramente, é importante ressaltar que todos os integrantes do ranking são atletas de alto rendimento. Além disso, em algum momento, a vida deles sofreu uma reviravolta avassaladora. Muitos saíram da pobreza e se tornaram os atletas mais bem pagos do mundo, ganhando milhões de dólares por mês.



Aliás, os valores descritos abaixo impressionam, mas não levam em consideração o dinheiro pago por empresas de publicidade. Todos os atletas mais bem pagos do mundo também fazem propaganda para diversas marcas. Vale a pena conferir a lista e se surpreender.

Quem sabe no futuro você, enquanto atleta, não pode também entrar para lista dos mais bem pagos que a Forbes cria. Não custa nada sonhar, certo?

Quais são os atletas mais bem pagos atualmente, em 2022?

O primeiro lugar, segundo os dados divulgados pela Forbes, fica com o jogador de futebol argentino Lionel Messi. O salário do atleta é o maior entre todos e chega aos US$ 130 milhões por ano. Na conversão bruta, é o mesmo que ganhar R$ 667,9 milhões.



Em segundo lugar está o astro da NBA, LeBron James, cuja receita anual é de US$ 121,2 milhões. Cristiano Ronaldo, jogador de futebol português, é o terceiro e fecha o pódio, com salário de US$ 115 milhões anuais.

Neymar, o craque da bola brasileiro, aparece na quarta colocação e recebe incríveis US$ 95 milhões por ano. Entre os 10 atletas mais bem pagos do planeta, a soma dos ganhos anuais ultrapassa os US$ 992 milhões, ou seja, mais do que R$ 5 bilhões.




Voltar ao topo

Deixe um comentário