scorecardresearch ghost pixel



Vale a pena comprar ação da Eletrobras com FGTS ou é furada?

Com privatização da estatal, trabalhadores assalariados poderão utilizar até 50% de valores do fundo na compra de papéis.



Após a aprovação do processo de privatização da Eletrobras, cresceu a discussão a respeito da compra de ações da companhia. Muitos trabalhadores, inclusive, analisam se vale a pena ou não utilizar o saldo do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para investir nessa empreitada. Mas será que é bom negócio ou furada tomar essa decisão? Saiba mais a seguir.

Leia mais:  Se a Eletrobras for privatizada, conta de luz vai ficar mais barata?

Quem poderá comprar ações da Eletrobras com o FGTS?

A oferta em questão é válida para qualquer trabalhador brasileiro que atua com carteira assinada e que possui dinheiro em contas do FGTS. O valor mínimo para começar a aplicar é de R$ 200. A expectativa do governo é que a liberação de recursos do fundo produza uma venda expressiva de ações da estatal, com previsão de movimentar aproximadamente R$ 6 bilhões.



Segundo a decisão do Tribunal de Contas da União (TCU) em relação ao uso dos recursos do FGTS, o trabalhador assalariado poderá utilizar até 50% do seu saldo acumulado para se tornar um acionista da Eletrobras. Ou seja, se o trabalhador possui R$ 50 mil guardados, ele poderá destinar até R$ 25 mil para a compra de papéis da companhia.

Se no futuro o investidor desejar vendas as ações, o valor então retornará para sua conta do FGTS. Os interessados na negociação podem acessar os canais da Caixa Econômica Federal, aplicativo FGTS ou ir até agências físicas da estatal para simular os valores das aplicações.

Vale destacar que a aquisição dos papéis acontece por meio de Fundos Mútuos de Privatização ligados ao FGTS (FMP-FGTS).

Mas, afinal, vale a pena investir na Eletrobras?

De acordo com o analista Fabio Louzada, fundador da Eu Me Banco, a Eletrobras possui vantagem competitiva, isso porque ela  é responsável por cerca de um terço da energia elétrica do Brasil. Segundo ele, quem possui esse tipo de vantagem não precisa ser muito eficiente para lucrar.



Outro ponto que torna o investimento positivo são os retornos dos rendimentos do FGTS, que são baixos e perdem até mesmo para a inflação. “Como o rendimento do FGTS é muito baixo e perde para a inflação,  o trabalhador está perdendo o poder de compra. Então, é importante diversificar esse recurso”, diz Louzada.

Demais analistas do mercado financeiro também citam que a Eletrobras atua em um setor defensivo. Na prática, isso representa ao investidor uma melhor oportunidade de proteger seu dinheiro das constantes oscilações da renda variável.

Por outro lado, considerando os riscos, investidores dizem o trabalhador precisa considerar o quanto ele possui de saldo no FGTS e não sair utilizando o que ele tem acumulado sem um objetivo claro ou organização financeira definida. Neste caso, pode não valer a pena comprar papéis da companhia apenas visando a liberação do saldo do Fundo de Garantia.




Voltar ao topo

Deixe um comentário