scorecardresearch ghost pixel



Lira mira projetos que barateiam contas de luz para frear inflação

O presidente da Câmara, Arthur Lira, garante que o foco da semana será a votação de projetos para frear a inflação. A meta é reduzir os preços dos combustíveis e da energia elétrica.



O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL) quer que o Congresso vote os projetos que reduzem os preços dos combustíveis, assim como da energia elétrica. Para tanto, o presidente destacou algumas propostas que devem ser votadas ainda nesta semana para frear a inflação.

Leia mais: Pessoas com alto nível de inteligência têm essas 5 habilidades: veja se possui alguma delas

Lira argumentou que os aumentos têm impactado bastante na vida das famílias brasileiras, principalmente as mais necessitadas. E que em algumas regiões, o reajuste autorizado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) chegou a 34%.

Frear a inflação

Por isso, Lira destacou que algumas propostas devam ser votadas ainda nesta semana por serem consideradas de urgência para frear a inflação.



Entre eles está o Projeto de Lei Complementar 62/15. O texto trata da proibição da cobrança de ICMS sobre as bandeiras amarela e vermelha das tarifas de energia elétrica.

Outras propostas podem ser votadas ainda nos próximos dias, como o PL 3677/21, que estabelece regras para a composição de preços dos combustíveis, deixando as informações mais acessíveis. “Hoje é fechado, nenhum brasileiro tem acesso. Nem os órgãos de controle”, criticou Lira.

O presidente da Câmara também defende a privatização da Petrobras. Na visão de Lira, a estatal apenas se preocupa com a distribuição de dividendos e não assume a responsabilidade pelos altos preços dos combustíveis.

Por ser um ano eleitoral, a privatização não é possível agora em 2022. Por essa razão, a sugestão de Lira é que o governo venda as ações e deixe de ser o maior acionista.

Arthur Lira também se posicionou contrário aos governadores em relação ao Projeto de Lei Complementar 18/22. O texto quer tornar os combustíveis e a energia como serviços essenciais, limitando a cobrança de ICMS. “Não haverá perda de arrecadação dos estados”, disse Lira.

Diante de todas essas afirmações, Arthur Lira disse também que dessa forma a Câmara é capaz de cumprir o seu papel, que é o de tentar reduzir a inflação que afeta a população brasileira.




Voltar ao topo

Deixe um comentário