scorecardresearch ghost pixel



Tragédia em Pernambuco: Governo libera recursos federais e FGTS

Quatorze municípios pernambucanos declararam situação de emergência após fortes chuvas que atingiram o Grande Recife.



O presidente Jair Bolsonaro anunciou que 14 municípios pernambucanos atingidos pelas fortes chuvas desde a última sexta-feira, 27, terão acesso a recursos federais. Outras medidas também foram adotadas, como a liberação do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

Leia mais: Auxílio Brasil: como se inscrever para receber pelo menos R$ 400 por mês

Recife, Olinda e Jaboatão dos Guararapes estão entre as cidades que declararam situação de emergência. O procedimento é obrigatório para que o governo federal envie verbas para reconstrução e auxílio à população.

Pessoas com deficiência e idosos com mais de 65 anos beneficiários do Benefício de Prestação Continuada (BPC) terão acesso a um empréstimo sem juros. Eles poderão antecipar o pagamento e solicitar uma parcela adicional de um salário mínimo, para pagamento em até 36 meses.



Já os trabalhadores formais poderão sacar o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) em até 5 dias. Outra ação adotada por meio da Caixa Econômica Federal foi uma pausa, por até três meses, em linhas de créditos para pessoa física ou micro e pequenas empresas.

Metade do crédito extraordinário de R$ 1 bilhão liberado por Bolsonaro ainda em janeiro será usado em assistência humanitária, colchões, água e combustível, bem como no retorno dos serviços essenciais. O restante será aplicado na reconstrução e recuperação de infraestrutura e moradias.

Chuvas

Desde o fim da semana passada, fortes chuvas provocaram alagamentos e deslizamentos de barreiras no Grande Recife e na Zona da Mata. Autoridades já confirmaram ao menos 93 mortes e 26 desaparecidos.

Equipes de assistência social do Ministério da Cidadania estão em Pernambuco. A Policia Rodoviária Federal e a Força Nacional de Segurança, incluindo bombeiros e agentes da Defesa Civil, também atuam no local.




Voltar ao topo

Deixe um comentário