scorecardresearch ghost pixel



Por que a Petrobras distribuiu dividendos acima do lucro aos investidores?

Entenda como funciona a política de lucros da estatal e porque ela dá tanto dinheiro para os seus acionistas. As informações são recentes e estão ligadas ao lucro acumulado até julho.



A Petrobras anunciou um novo volume alto de lucros recentemente. De acordo com a estatal, só no segundo semestre foram R$ 54 bilhões de reais em lucros para distribuir em dividendos aos seus acionistas. Na verdade, a empresa revelou que irá distribuir um total de R$ 88 bilhões aos acionistas em duas parcelas, tanto no mês de agosto quanto no mês de setembro.

Veja também: Motoristas sofrem novos golpes nos postos de combustíveis; veja como evitar

Para quem não tem familiaridade com o termo, os dividendos são frações do lucro que as ações da Petrobras ou de qualquer outra empresa acumularam em um determinado período. Esses valores são repassados para os acionistas, afinal eles compraram as ações para investir o dinheiro e receber o lucro que elas deram de volta.

O que mais chama a atenção, no entanto, é que a decisão da Petrobras em partilhar mais do que o valor dos lucros como forma de dividendos. Isso quer dizer que a estatal preferiu reduzir a quantidade de lucro acumulada.



Quanto de lucro a Petrobras deve distribuir aos acionistas?

Na prática, não existe um consenso sobre qual é a quantidade certa de lucro que pode ou não ser dividida entre os acionistas em forma de dividendos. Aliás, a direção de uma companhia pode decidir simplesmente não dividir os tais dividendos. Isso acontece quando se investe muito em tecnologia e o produto é reconhecidamente diferenciado, como o caso da Apple. Neste caso, é preciso que os investidores confiem na solidez do negócio para manter os investimentos em longo prazo.

Quando se pensa na Petrobras, o maior argumento contrário à divisão de dividendos se concentra no fato de que a empresa atende aos interesses do governo, de forma majoritária. Inclusive, existe o argumento de que ela precisa de recursos para financiar os gastos em período eleitoral.

Fato é que desde as operações da Lava Jato qualquer notícia que alie os termos “Petrobras” e “Lucro” costuma gerar polêmicas. No entanto, ainda existem divergências entre os especialistas.




Veja mais sobre

Voltar ao topo

Deixe um comentário