Concurso Anvisa 2018: Novo edital será solicitado ao governo

Depois de ter o último pedido de concurso negado pelo governo, agência vai encaminhar uma nova solicitação.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) foi criada em janeiro de 1999 com a missão de “proteger e promover a saúde da população, mediante a intervenção nos riscos decorrentes da produção e do uso de produtos e serviços sujeitos à vigilância sanitária, em ação coordenada e integrada no âmbito do Sistema Único de Saúde”.

A Anvisa é uma autarquia sob regime especial, sediada no Distrito Federal. Ela está presente por todo o país e atua também em portos, aeroportos, fronteiras e recintos alfandegados.

O concurso da Anvisa é um dos mais concorridos e, aguardados, do Brasil. Boa remuneração, progressão salarial e a estabilidade de emprego em uma autarquia ligada ao Ministério da Saúde são alguns dos atrativos deste certame.

Apostila ou Curso ANVISA baseado no edital Nº 1 de 2016: TÉCNICO ADMINISTRATIVO

Concurso Anvisa 2019

Em 2017, o órgão pediu ao Ministério do Planejamento autorização para abrir edital com 697 novas vagas. Depois de algumas movimentações, em dezembro de 2018 o mesmo foi arquivado.

Uma das principais preocupações dos gestores do órgão é a baixa no quadro de servidores motivada por aposentadorias. Até o final de 2017, quase 900 servidores do quadro efetivo da Anvisa estavam em condições de se aposentar.

No último pedido, o órgão solicitou vagas para os cargos de Técnico Administrativo (124 vagas), Analista Administrativo (68 vagas), Técnico em Regulação e Vigilância Sanitária (48 vagas) e Especialista em Regulação e Vigilância Sanitária (457 vagas).

O salário inicial previsto é de R$ 13.593,69 para cargos de Especialista, mas, com as progressões salariais este valor sofre reajustes anualmente, de acordo com avaliação de desempenho do servidor.

Para suprir a carência de servidores no órgão, uma nova solicitação será feita até 31 de maio de 2019. O quantitativo, até o momento, não foi informado.

Últimos concursos Anvisa

No último concurso da Anvisa foram oferecidas 78 vagas de nível médio para servidores Técnico Administrativos. Os candidatos aprovados foram lotados na sede do órgão, em Brasília – DF. O Ministério do Planejamento autorizou a nomeação de todos os aprovados no final de 2017.

O certame de 2013 disponibilizou 314 vagas, divididas entre os cargos de Especialista em Regulação e Vigilância Sanitária (157 vagas), Analista Administrativo (29 vagas), Técnico em Regulação e Vigilância Sanitária (100 vagas) e Técnico Administrativo (28 vagas).

Houveram oportunidades para concorrentes dos níveis médio e superior. Assim como no concurso de 2016, todos os candidatos foram lotados na sede da Anvisa em Brasília – DF.

Acesse aqui o edital!

Cargos e Salários Anvisa

No último concurso (Edital Nº 1/2016), foram contratados servidores técnico administrativos. Para 40 horas de trabalho semanais, os vencimentos ficaram em R$ 6.002,14, inclusos salário base e gratificação.

O concurso de 2013 (Edital Nº 1/2013) contratou profissionais de diferentes áreas. Em todos os cargos a jornada de trabalho é de 40 horas semanais. Foram oferecidas vagas para os postos de Técnico em Regulação e Vigilância Sanitária, com vencimentos iniciais de R$ 4.984,98.

Outra função é a de Analista Administrativo, cujo salário inicial previsto no edital é de R$ 9.263,20. Já para Especialista em Regulação e Vigilância Sanitária o ordenado inicial ficou em R$ 10.019,20.

Todos estes valores são compostos pelo salário-base mais gratificação de desempenho.

Última prova e conteúdo programático concurso Anvisa

A avaliação intelectual do último certame foi composta de prova objetiva, com questões de conhecimentos gerais e específicos. E prova discursiva, com proposta de redação. A aplicação das provas aconteceu em Brasília – DF.

A divisão e a quantidade de questões foram dispostas conforme o quadro a seguir:

Para as questões de conhecimento geral, o conteúdo programático cobrou itens das seguintes matérias:

  • Língua Portuguesa
  • Noções de Informática
  • Raciocínio Lógico
  • Ética no Serviço Público
  • Atualidades (prova discursiva)

Já no que diz respeito a conhecimentos específicos, os candidatos tiveram que estudar os temas abaixo:

  • Noções de Administração
  • Noções de Direito Constitucional
  • Noções de Direito Administrativo
  • Legislações Específicas

No edital de 2013 foram asseguradas oportunidades para diversos cargos. Todos os concorrentes fizeram provas objetiva e discursiva. O conteúdo da avaliação para as funções de Técnico em Regulação e Vigilância Sanitária e Técnico Administrativo foi o mesmo. A diferença entre as provas ficou na divisão das questões em relação aos seguintes tópicos do conteúdo programático:

Os concorrentes aos cargos de Analista Administrativo e Especialista em Regulação e Vigilância Sanitária fizeram a mesma prova. O conteúdo programático para estas funções está discriminado no quadro abaixo:

Banca examinadora do concurso da Anvisa

Um dos primeiros passos ao iniciar os estudos para algum concurso público é conhecer a fundo a banca examinadora que vai organizar o certame. Este passo garante familiaridade com o estilo das questões, tempo de resolução e maneiras de correção da prova.

O último concurso da Anvisa (Edital Nº 1/2016) foi organizado pelo Cebraspe, antigo Cespe. É fato que os concurseiros de todo o Brasil reconhecem esta como uma das bancas mais temidas e conceituadas do país.

A principal característica do Cebraspe que precisa ser levada em consideração, é de que não há espaço para chutes na avaliação. A justificativa do órgão é que dessa maneira é possível eliminar aprovações por acaso, ou usando técnica de chutes. Favorecendo assim, quem tem real domínio do conteúdo.

Ou seja, o candidato que prestar alguma prova do Cebraspe precisa ter total domínio do conteúdo programático do edital.

Como forma de concretizar este princípio, a banca utiliza análise das questões para respostas de CERTO ou ERRADO. Outro artifício é pela penalização de erros, que é quando uma questão errada anula uma certa, ou duas erradas anulam uma certa.

Para minimizar a taxa de anulação os candidatos podem, com cautela, deixar as questões em branco quando não tiverem total certeza sobre a resposta correta.

Outro ponto considerável é o estilo das questões. Na maioria das vezes os enunciados são longos, e se não lidos com bastante atenção, podem causar certa confusão nos concorrentes.

Para diminuir o temor em relação à avaliação, o ideal é que os concorrentes de provas aplicada pelo Cebraspe, se preparem com bastante antecedência. Ler atentamente o edital e acrescentar à rotina de estudos a resolução de questões e simulados de provas anteriores são ótimas técnica na busca pela aprovação.

Inscrições para o concurso da Anvisa

Só para este o último concurso da agência, foram mais de 60 mil inscritos. O que faz do concurso da Anvisa, um dos dos certames mais concorridos do país, com mais de 775 candidatos concorrendo a cada vaga.

As inscrições do concurso de 2016 foram realizadas via internet, pelo endereço eletrônico da banca organizadora, Cebraspe (www.cespe.unb.br). O período de abertura foi entre os dias 09 e 29 de setembro de 2016, às 18h, horário de Brasília.

O valor da taxa de inscrição foi de R$ 70,00 e os inscritos tiveram até o dia 25 de outubro de 2016 para efetuar o pagamento do boleto.

Apostila ou Curso ANVISA baseado no edital Nº 1 de 2016: TÉCNICO ADMINISTRATIVO

Concurso Anvisa 2018: Novo edital será solicitado ao governo
Avalie
Voltar ao topo

Deixe um comentário