Classes de palavras – substantivo

O substantivo é uma das dez classes de palavra estudadas pela morfologia e dá nome a pessoas, animais, seres vivos e inanimados em geral.

O que é substantivo? O substantivo é uma das classes de palavras cuja função é nomear seres, objetos, lugares, fenômenos, ações, entre outras várias coisas. A flexão do substantivo pode ser quanto grau, gênero ou número. Além disso, pode receber nove classificações, como veremos a seguir.

Flexões do substantivo

O substantivo pode apresentar variações nas seguintes flexões. Veja quais são:

  • Gênero: feminino e masculino. Exemplo: menino e menina
  • Número: plural e singular. Exemplo: gata e gatas
  • Grau: aumentativo e diminutivo. Exemplo: bonito e bonitinho.

Gênero do substantivo

Quanto ao gênero, o substantivo pode ser biforme ou uniforme. Confira qual a diferença entre as duas classificações.

  • Biforme: formas distintas para classificar os substantivos femininos e masculinos.Exemplos: garoto e garota
  • Uniforme: um termo especifica os dois gêneros. Dentro dessa classificação, ainda encontramos três categorias, sendo elas – epicenos (representa somente um gênero em animais, como em cobra), sobrecomum (representa somente um gênero em pessoas, como em criança) e comum de dois gêneros (se refere aos dois gêneros e diferenciado por artigo, como o artista e a artista).

Na formação dos substantivos, há algumas regras a seguir conforme descrito abaixo:

  • trocar a terminação por O ou A (menino – menina)
  • em palavras masculinas terminadas com -ÊS, acrescentar A (freguês – freguesa)
  • em palavras masculinas terminadas com -ÃO, trocar por OA, Ã ou ONA (patrão – patroa; campeão – campeã; solteirão – solteirona)
  • em palavras masculinas terminadas com -OR, acrescentar A (doutor-doutora) ou trocar por – TRIZ (embaixador – embaixatriz)
  • acréscimo dos sufixos -ESA, -ESSA ou -ISA (poeta-poetisa, barão – baronesa, poeta-poetisa)
  • em palavras masculinas terminadas com -E, trocar por A (elefante – elefanta)
  • mudança de radicais ou trocar o gênero (boi – vaca)
  • substantivos que não seguem nenhuma regra (czar – czarina)

É importante observar algumas particularidades a respeito da classificação por gênero. Substantivos de origem grega, por exemplo, estão sempre no masculino. Você pode identificá-los pelos sufixos “ema” ou “oma), como em poema ou teorema.

Há, ainda, situações em que, ao mudar o gênero da palavra, seu sentido muda por completo. É o caso de “o” cabeça (líder) e “a” cabeça (parte  do corpo humano).

Grau do substantivo

Na classificação do substantivo quanto ao grau (aumentativo ou diminutivo), há mais duas variações em cada uma – analítico e sintético. Vejamos como elas ocorrem:

Analítico: quando o substantivo vem acompanhado por outra palavra que indique se está no aumentativo ou diminutivo. Exemplos: casa grande, menino pequeno

Sintético: o grau é indicado pelo acréscimo de um sufixo indicador. Exemplos: casona, menininho

Número do substantivo

A classificação quanto ao número é bem simples e significa, apenas, quando a palavra representa uma (singular) ou várias coisas (plural). Porém, há algumas regras a seguir. Veja quais são:

  • substantivos terminados em vogal, ditongo oral ou N acrescenta-se o S (pai – pais, hífen-hífens, irmã-irmãs)
  • substantivos terminados em M troca por NS (bem – bens)
  • substantivos terminados em R e Z troca por ES (raiz – raízes)
  • substantivos terminados em AL, EL, OL, UL, troca o L final por IS (lençol – lençóis)
  • substantivos terminados em IL, troca por IS quando oxítonos (canil – canis) ou EIS quando paroxítonos (míssil-mísseis)
  • substantivos em S acrescenta o ES quando monossílabos ou oxítonos (ás – ases) ou ficam invariáveis quando paroxítonos e proparoxítonos (ônibus e lápis)
  • substantivos em ÃO substitui por ÕES, ÃES ou ÃOS (limões, capitães, irmãos)
  • substantivos em X permanecem invariáveis (látex)
  • nos substantivos compostos: coloca o primeiro ou os dois no plural (palavras-chave ou palavras-chaves); flexiona os dois quando substantivo + adjetivo (amores-perfeitos), adjetivo + substantivo (gentis-homens) e numeral+substantivo (quintas-feiras); flexiona o segundo elemento quando verbo+substantivo (guarda-roupas), palavra invariável+variável (alto-falantes) e palavras repetitivas (reco-recos); flexiona o primeiro elemento quando substantivo + preposição (clara ou oculta) + substantivo (águas de colônia e cavalos-vapor); invariáveis  quando formados por verbo+advérbio ou verbo+substantivo no plural (bota-fora ou saca-rolhas)
  • plural dos diminutivos: flexiona o substantivo original para o plural, retira o S do final e acrescenta o sufixo diminutivo (pão – pães – pãezinhos)

Classificações do substantivo

Como mencionamos acima, podemos classificar os substantivos em nove categorias. São elas:

  • Comum: designa séries da mesma espécie de forma generalizada. Exemplo: pessoa, gente, animal
  • Próprio: designa algo de forma mais específica e particular, normalmente grafados com letra maiúscula. Exemplos: Capitu, Cindy, Nina, Brasil, Goiás
  • Simples: são substantivos formados por uma palavra só ou um único radical. Exemplos: carro, cinto, mochila
  • Composto: são substantivos formados por mais de uma palavra ou elemento. Exemplos: guarda-sol, passatempo (não precisa, necessariamente, separar os itens por um hífen)
  • Concreto: designa seres e coisas que, realmente, existem. Exemplos: homem, gato, menina, bebê
  • Abstrato: se refere a sentimentos, qualidades, estados e ações, ou seja, aquilo que não podemos tocar. Exemplos: alegria, felicidade, otimismo
  • Primitivo: são os substantivos que não derivam de outra palavra. Exemplos: casa, sapato, camisa
  • Derivado: do contrário, são substantivos que derivam de outros. Exemplos: folhagem (folha), sapateiro (sapato), chuvisco (chuva)
  • Coletivo: nomeiam um conjunto de seres ou coisas da mesma espécie. Exemplo: molho (de chaves), alcatéia (de lobos), fauna (de animais)
Classes de palavras – substantivo
Avalie
Voltar ao topo

Deixe um comentário