Concurso Polícia Federal: Edital com 600 vagas é solicitado

A Polícia Federal enviou um pedido ao Ministério da Economia para a realização de um novo certame em 2019/2020. Serão 600 vagas para os cargos de agente.

O ingresso em uma carreira na Polícia Federal (PF) é, sem dúvida, o grande sonho de muitos concurseiros. O prestígio e credibilidade da corporação, aliado às remunerações e benefícios, fazem deste concurso um dos mais concorridos do país.

Publicado no Diário Oficial de 15 de junho, o último edital ofertou 500 vagas de nível superior em diversos cargos. As provas objetivas e discursivas, conforme retificação, foram realizadas em setembro de 2018.

Apostilas preparatórias: Delegado de Polícia FederalAgente de Polícia Federal e Agente Administrativo

Atualmente, todas as fases do concurso foram concluídas. No dia 13 de maio foram anunciadas as datas de matrícula e de realização dos cursos de formação de todos os cargos. Apesar de começarem em datas distintas, em 8 de novembro o curso para as cinco carreiras chegará ao fim.

No decorrer do processo, participantes do concurso tiveram uma agradável surpresa. O número de convocados será mais que o dobro do previsto em edital. Segundo o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, 1.200 aprovados serão chamados para o curso de formação.

O quantitativo será igualmente distribuído em duas turmas: uma para 2019 e outra para 2020.

Concurso Polícia Federal 2019 – Concurso PF 2019

O último concurso da Polícia Federal está em andamento. Como já mencionado, o número de convocados será mais que o dobro do inicialmente previsto, estendendo a formação até 2020. Por isso, é pouco provável que novo certame para os cargos contemplados no anterior aconteça neste ano.

Sendo assim, todas as expectativas do concurso Polícia Federal 2019 estão voltadas para a área administrativa. O último certame para a área foi realizado há mais de cinco anos e, atualmente, é grane o déficit de servidores na área.

Apesar do déficit que já é preocupante, as aposentadorias previstas podem agravar ainda mais a situação da PF. Dos cerca de 3 mil servidores administrativos que estão na ativa, 679 já reúnem condições para entrar com pedido de aposentadoria.

A Polícia Federal confirmou um dos concursos solicitados ao Ministério da Economia ofertará para 600 vagas de agente policial. A exigência para concorrer ao cargo é possuir nível superior em qualquer área e carteira de habilitação. A remuneração inicial é de R$ 12.441,26.

Contudo, a Fenapef negou a afirmação da PF e disse que as 600 vagas serão distribuídas entre os cargos de agente, incluindo administrativo e policial. As remunerações iniciais para agente administrativo é de R$ 5.554,87.

Por isso, vale a pena manter-se informado a respeito de todas as informações a respeito das seleções da Polícia Federal.

Concurso Polícia Federal 2018 – Concurso PF 2018

Divulgado no mês de junho, o concurso PF 2018 ofertou inicialmente 500 vagas de nível superior divididas entre as carreiras abaixo:

  • Perito criminal federal (60 vagas);
  • Delegado de Polícia Federal (150 vagas );
  • Papiloscopista (30 vagas);
  • Escrivão de Polícia Federal (80 vagas);
  • Agente da Polícia Federal (180 vagas).

Os salários ofertados variaram entre R$ 12.940,69 e R$ 22.672,48. As jornadas de trabalho são de 40 horas semanais, em regime de dedicação exclusiva. Aprovados que forem lotados em áreas fronteiriças recebem ainda o Adicional de Fronteira, que é de R$ 91,00 por dia de trabalho, o que pode render até R$ 2 mil mensais.

Para concorrer às vagas de delegado foi preciso ter graduação superior em Direito, além de, ao menos, três anos de atividade jurídica comprovadas, após a colação de grau. As vagas de perito criminal foram específicas para 14 áreas, entre elas, Medicina, Engenharia (Civil, Elétrica, Agronômica), Química, Farmácia, Informática, entre outras.

O requisito de escolaridade para as demais carreiras é formação superior em qualquer área de atuação.

A avaliação dos candidatos foi composta por:

  1. Provas objetivas e discursivas (aplicadas no mesmo dia);
  2. Teste de aptidão física (TAF);
  3. Exame médico;
  4. Avaliação psicológica (psicotécnico).

De acordo com a retificação do edital, a data de aplicação das provas teóricas foi alterada para o dia 16 de setembro de 2018. Houveram locais de prova em todas as capitais brasileiras, além do Distrito Federal.

Veja mais informações: Edital concurso PF 2018.

Histórico concurso Polícia Federal 2018

Confirmando as expectativas, o Cebraspe/Unb foi o responsável técnico pela execução do certame. A portaria autorizativa foi publicada na edição de 20 de abril do Diário Oficial da União.

A concurso teve o objetivo de reestruturar o efetivo da PF, que sofre com o déficit de profissionais. Atualmente a carência é de mais de 5 mil servidores no quadro da PF. Além disso, o certame anterior para agente foi realizado em 2014 e, em 2013, para delegado e escrivão.

O déficit trouxe nova preocupação no início de março. No dia 04 do referido mês, PF tornou-se responsável pela investigação de crimes virtuais contra mulheres. O sindicato da categoria enxerga a incumbência como louvável e reflexo da confiança no trabalho da legislação.

Remunerações e benefícios Polícia Federal

Com a publicação da Lei 13.371/2016, que prevê reajuste salarial para as carreiras da Polícia Federal, os vencimentos tiveram um aumento considerável. As parcelas de aumento foram dividas em três anos, e em janeiro de 2019 passaram a ser: 

  • Delegados e Peritos – Classe Especial R$ 31.394,91
  • Delegados e Peritos – Primeira Classe R$ 28.304,74
  • Delegados e Peritos – Segunda Classe R$ 23.000,00
  • Agentes e Escrivães – Classe Especial R$ 19.109,79
  • Agentes e Escrivães – Primeira Classe R$ 15.725,27
  • Agentes e Escrivães – Segunda Classe R$ 12.940,69

Para todos os cargos a jornada de trabalho é de 40h semanais, em regime de dedicação exclusiva.

Prova e conteúdo programático concurso Polícia Federal

A primeira fase do concurso PF 2018 foi composta pelas provas de caráter teórico. De acordo com o edital elas versaram sobre o conteúdo programático abaixo. Os exames foram aplicados no dia 16 de setembro de 2018.

Agente de Polícia Federal: Língua Portuguesa, Noções de Direito Administrativo, Noções de Direito Constitucional, Noções de Direito Penal e de Direito Processual Penal, Legislação Especial, Estatística, Raciocínio Lógico, Informática e Contabilidade Geral.

Delegado: Direito Administrativo, Direito Constitucional, Direito Civil, Direito Processual Civil, Direito Empresarial, Direito Internacional Público e Cooperação Internacional, Direito Penal, Direito Processual Penal, Criminologia, Direito Previdenciário e Direito Financeiro e Tributário.

Escrivão de Polícia: Língua Portuguesa, Noções de Direito Administrativo, Noções de Direito Constitucional, Noções de Direito Penal e de Direito Processual Penal, Legislação Especial, Estatística, Raciocínio Lógico, Informática, Contabilidade Geral e Arquivologia.

Papiloscopista: Língua Portuguesa, Noções de Direito Administrativo, Noções de Direito Constitucional, Noções de Direito Penal e Processual Penal, Legislação Especial, Estatística, Raciocínio Lógico, Informática, Arquivologia, Biologia, Física e Química.

Perito Criminal: Língua Portuguesa, Informática, Noções de Direito Administrativo, Noções de Direito Constitucional, Noções de Direito Penal e de Direito Processual Penal, Legislação Especial, Raciocínio Lógico e Conhecimentos Específicos de acordo com a área do cargo.

Últimos concursos da Polícia Federal

O último concurso para agente da Polícia Federal havia sido realizado em 2014, sob organização do Cebraspe, com abertura de 600 vagas. Os candidatos foram submetidos a provas objetiva, discursiva, aptidão física e avaliações médicas e psicológicas. Os aprovados passaram, ainda, pelo Curso de Formação Profissional.

Apostilas preparatórias: Delegado de Polícia FederalAgente de Polícia Federal e Agente Administrativo

Em 2013, também pelo Cespe/Unb, a corporação abriu certame para provimento de 564 vagas entre agentes administrativos (nível médio) e cargos em nível superior (Administrador, Arquivista, Assistente Social, Contador, Engenheiros Civil, Eletricista e Mecânico, Psicólogo. A avaliação foi feita por meio de provas objetiva e discursiva.

Já em 2012, a mesma banca organizou o edital para contratação de 150 vagas no cargo de Delegado, realizado em duas etapas.

Na primeira, constando de provas objetivas e discursivas, exames de médico e de aptidão física, avaliação de títulos e prova oral. Os aprovados em primeira fase seguiram para o Curso de Formação.

Últimas provas concurso Polícia Federal

Como visto, os últimos concursos para a Polícia Federal foram organizados pelo antigo Cespe/Unb, atual Cebraspe, com conteúdos e etapas específicos para cada cargo.

Os conteúdos para a prova de agente em 2014 foram Língua Portuguesa, Noções de Informática, Atualidades, Raciocínio Lógico, Noções de Administração, Contabilidade, Economia, Direito Penal, Administrativo, Processual Penal e Constitucional e Legislação Especial.

Edital: Concurso Polícia Federal 2014 – Edital nº 55 – DFP/DFP

Em 2013, além dos conhecimentos específicos, foram cobrados, para os cargos de nível superior, Língua Portuguesa, Noções de Informática, Raciocínio Lógico, Noções Direito Administrativo e Constitucional. Para os cargos de nível intermediário, também foram cobradas Atualidades.

Na redação, também de caráter eliminatório e classificatório, os candidatos tiveram que produzir um texto dissertativo de até 30 linhas com proposto pela banca.

Edital: Concurso Polícia Federal 2013 – Edital nº 28 DGP/DPF

Já para delegado, o conteúdo programático constava de Direito Constitucional, Administrativo, Penal, Processual Penal, Civil, Processual Civil, Previdenciário, Financeiro, Tributário, Internacional Público, Empresarial e Criminologia.

Edital: Concurso Polícia Federal 2012 – Edital nº 11 DGP/DPF

Concorrência PF – Candidato por vaga concurso Polícia Federal

Em 2018, no último concurso realizado, foram registradas mais de 147 mil inscrições. Confira o detalhamento por cargo:

  • Delegado: 17.816 inscritos / 118,77 candidatos por vaga;
  • Agente: 92.671 inscritos /  514,84 candidatos por vaga;
  • Escrivão: 12.663 inscritos / 158,29 candidatos por vaga;
  • Papiloscopista: 6.452 inscritos / 215,07 candidatos por vaga.

Para perito criminal, a área mais concorrida foi a 12 (medicina), com 1.701 inscritos concorrendo a duas vagas, ou seja, demanda total de 850,50 candidatos por vaga.

No certame de 2014, a demanda média de candidatos por vaga para Agente foi de 163,50, considerando cotistas e vagas para Portadores de Deficiência.

Em 2013, no concurso para cargos de níveis médio e superior, a demanda geral foi de 573,32 candidatos por vaga (veja aqui). Já para delegado, em 2012, a concorrência foi de 310,89 candidatos por vaga (veja aqui).

Inscrições concurso Polícia Federal

Os interessados puderam se inscrever entre os dias 19 de junho e 07 de julho de 2018, incluindo a prorrogação. As inscrições foram realizadas pelo site da banca organizadora, o Cebraspe. Confira os valores designados para taxa de inscrição:

  • Agente – R$ 180,00
  • Escrivão – R$ 180,00
  • Papiloscopista – R$ 180,00
  • Perito criminal e delegado – R$ 250,00

Concurso Polícia Federal 2020

Como informado anteriormente, a Polícia Federal enviou um novo pedido ao Ministério Federal para a aprovação de 600 vagas. A expectativa é que o novo edital seja liberado ainda esse ano, caso aprovado.

Contudo, caso a aprovação só ocorra no próximo ano, as chances são maiores para a realização de um novo concurso PF 2020.

Apostilas preparatórias: Delegado de Polícia FederalAgente de Polícia Federal e Agente Administrativo

Concurso Polícia Federal: Edital com 600 vagas é solicitado
Avalie
Voltar ao topo

Deixe um comentário