scorecardresearch ghost pixel

Concurso Saúde PE 2018: Edital com 1.000 vagas e banca definida!

Certame definiu o Instituto AOCP como a banca organizadora e ofertará vagas em carreiras de níveis médio e superior com iniciais de até R$ 8 mil

A Secretaria de Saúde de Pernambuco (SES-PE) deve trazer importante reforço no seu quadro de servidores em breve! O órgão tem autorização para abrir 1.000 vagas em cargos de níveis médio e superior.

O chamamento público para escolha da banca organizadora  foi divulgado e o Instituto AOCP foi escolhido por dispensa de licitação. Como previsto, o nome foi conhecido em abril de 2018.

No prazo estipulado – até 23 de março, as interessadas deveriam enviar propostas e documentos de habilitação. Conforme constava no termo de referência, as oportunidades devem contemplar as carreiras de assistente e analista em saúde, fiscal de vigilância sanitária e médico.

Diversos fatores configuram como justificativas para o lançamento do certame. O primeiro deles é prover vagas existentes na Pasta, além de suprir a carência de técnicos qualificados, evitando comprometer a qualidade do serviço prestado à população.

Ademais, houve a abertura de novos serviços, bem como ampliação da rede e reabertura de leitos de UTI. Sendo assim, é necessária a contratação de mais profissionais para seguir com eficiência no atendimento aos usuários.

Detalhes do Concurso Saúde PE 2018

O concurso promovido pela Secretaria de Saúde do Estado de Pernambuco (SES-PE) ofertará 1.000 vagas dispostas entre cargos de níveis médio e superior.

A banca organizadora deve ser conhecida no mês de abril de 2018, a partir do momento em que o chamamento público para dispensa de licitação já foi iniciado. As empresas tinham até o dia 23 de março para envio de propostas e documentação.

De acordo com o termo de referência, foram definidos cargos e quantitativo de vagas, além de salários e jornadas a cumprir. Os dois últimos itens serão vistos na próxima sessão. Por enquanto, vejamos a distribuição das oportunidades.

  • Ensino Médio: 460 vagas para assistente em saúde.

– Técnico de laboratório diarista (14) com remuneração de R$ 825,82 e jornada de 20h semanais

– Outras categorias diaristas (50) com remuneração de R$ 825,82 e jornada de 20h semanais

– Técnico de laboratório plantonista (50) com remuneração de R$ 1.087,17 e jornada de 24h semanais

– Técnico de radiologia plantonista (seis) com remuneração de R$ 1.087,17 e jornada de 24h semanais

– Outras categorias plantonista (340) com remuneração de R$ 1.087,17 e jornada de 12/60h

  • Ensino Superior: 540 vagas.

– Fiscal de Vigilância Sanitária (30) com remuneração de R$ 4.228,81 e jornada de 30h semanais

– Analista de Saúde (250) com remuneração de R$ 1.714,67 a R$ 2.513,27 e jornadas de 30h semanais ou 12/60h (vagas distribuídas entre plantonistas e diaristas)

– Médico (260) com remuneração de R$ 5.488,32 a R$ 8.967,85 e jornadas de 20h ou 24h semanais (vagas distribuídas entre plantonistas e diaristas)

As avaliações deverão ser feitas em, no mínimo, duas etapas, ou seja, provas objetivas e avaliação de títulos. Os exames, por sua vez, devem ser aplicados nos municípios de Nazaré da Mata, Recife, Arcoverde, Caruaru, Petrolina, Salgueiro e Garanhuns.

A validade do certame será de dois anos, a partir de sua homologação, podendo ser prorrogado por igual período.

Os interessados em ingressar na Saúde pernambucana devem se preparar. A expectativa é de que mais de 70 mil pessoas se inscrevam no concurso, sendo 55 mil para o cargo de assistente enquanto os demais devem seguir para as outras carreiras.

Cargos e salários

Consoante ao termo de referência, o próximo concurso realizado pela SES-PE contemplará cargos de níveis médio e técnico.

O cargo de assistente em saúde exige formação de nível médio. Sua jornada poderá ser cumprida como plantonista ou diarista. No primeiro caso, os plantões serão realizados em turnos de 24h ou 12/60 perante a remuneração de R$ 774,82 mais gratificações – plantão no valor de R$ 261,35 e período laboral no valor de R$ 51,00. O total percebido pelo profissional é de R$ 1.087,17.

Atuando como diarista, o assistente cumpre jornadas de 20h ou 30h semanais pela remuneração total de R$ 825,82 (composta pelo salário base acrescido de gratificação de período laboral).

A carreira de fiscal de vigilância sanitária, também, exige nível médio. Porém, este profissional atuará, exclusivamente, no regime de diarista, perante remuneração  mensal de R$ 4.228,21.

Os médicos, por sua vez, deverão ser graduados em Medicina e trabalharão como diaristas ou plantonistas. No último caso, os plantões serão de 24h perante remuneração total de R$ 8.967,85 (salário de R$ 5.488,32 mais gratificação de plantão no valor de R$ 3.479,53).

Os contratados sob o regime diário perceberão remuneração de R$ 5.488,32 (sem adicional) cumprindo jornada de 20h semanais.

Por fim, o cargo de analista em saúde demanda graduação – provavelmente, nas áreas de Ciências Biológicas ou Serviço Social. Bem como as carreiras anteriores, permite atuação sob os regimes diarista e plantonista. No primeiro caso, a escala é de 12/60 percebendo remuneração total de R$ 2.513,27 (salário de R$ 1.624,67 mais gratificações de R$ 798,60 e R$ 90,00).

Aqueles que cumprirem o primeiro regime cumprirão jornada de 30h semanais com direito à remuneração de R$ 1.714,67 (R$ 1.624,67 + R$ 90,00).

Processo Seletivo SES-PE 2017 – Vigilância Hospitalar

A Secretaria de Saúde do Estado de Pernambuco (SES-PE) lançou, em 2017, processo seletivo destinado à contratação temporária de 45 profissionais de níveis fundamental e superior.

As oportunidades foram alocadas nos cargos de apoiador institucional/auxiliar de necropsia (nível fundamental), apoiador institucional – especialidades de enfermeiros, sanitaristas, sistemas de informação e codificador de causa básicas (nível superior).

As remunerações variaram de R$ 1.500,00 a R$ 3.720,00. O PSS foi constituído por duas etapas – prova objetiva (todos os cargos) e análise curricular (nível superior). Candidatos ao cargo de auxiliar de necropsia passaram, também, pelo teste prático.

Na primeira etapa, os inscritos responderam a questões sobre Raciocínio Matemático, Língua Portuguesa e Conhecimentos Específicos. As provas foram aplicadas na região metropolitana de Recife.

O teste prático foi constituído pela identificação visual de peças anatômicas. Para isso, o candidato deveria portar avental descartável simples além de máscara cirúrgica descartável.

Os aprovados nesta fase foram convocados para a avaliação de títulos. Aqui, foram pontuadas titulações acadêmicas e experiência profissional.

A lotação dos candidatos aprovados se deu na sede da SES-PE em Recife; em Serviços de Verificação de Óbito (SVO) de Recife e Caruaru; além da Vigilância Epidemiológica Hospitalar dos Hospitais Regionais das Sedes das 12 Regiões de Saúde.

O contrato dos aprovados tinha, previsto em edital, duração de 24 meses, com possibilidade de prorrogação por igual período.

Mais informações pelo edital: Edital SES-PE PORTARIA CONJUNTA SAD/SES nº 063

Processo Seletivo SES-PE 2017 – Sede e Geres

Também, em 2017, a Secretaria abriu seleção pública simplificada para contratar 30 profissionais de níveis técnico e superior. Os contratados atuarão na sede da Pasta, além das 12 Gerências Regionais de Saúde (Geres) e unidades hospitalares.

Além da escolaridade, eram exigidas experiência na área e registro válido em órgão de classe. As vagas foram distribuídas entre os cargos de:

  • Técnico em Eletrotécnica (uma)
  • Técnico em Refrigeração (uma)
  • Técnico em Edificações (oito)
  • Engenheiro Civil (dez vagas para fiscal de obra, contratos e serviços; um para orçamentista e um para calculista)
  • Engenheiro Elétrico (duas)
  • Engenheiro Mecânico (uma)
  • Arquiteto (cinco)
Fonte: SES-PE

As remunerações variaram entre R$ 1.759,92 e R$ 4.590,00 cumprindo jornada de 40h semanais. O processo seletivo foi constituído pela etapa única da avaliação curricular. Nela, foram pontuadas titulação acadêmica e experiência profissional, devidamente, comprovada.

A duração do contrato é de dois anos, podendo ser prorrogado segundo os interesses da administração.

Mais informações pelo edital: Edital SES-PE PORTARIA CONJUNTA SAD/SES nº 054

Provas Concurso Saúde PE 2018

edital do Concurso Saúde PE 2018, ainda, não foi publicado. Porém, o candidato pode adiantar seus estudos a partir de previsões sobre a constituição das provas.

Acredita-se que os exames objetivos serão compostos por questões de Língua Portuguesa, Conhecimentos Gerais do SUS e Conhecimentos Específicos de cada cargo. Mas, é importante frisar que essas informações serão confirmadas, apenas, mediante o lançamento do edital.

Para efeitos de estudo, vejamos o que foi cobrado em processos seletivos anteriores que inseriram, justamente, os conteúdos acima citados.

  • Língua Portuguesa: Acentuação gráfica; Vocativo e Termos Acessórios da Oração; Uso dos dois-pontos e conectivos; Termos integrantes e essenciais da oração; Substantivos; Sintaxe; Sinônimos e Antônimos; Regência; Pronomes pessoais oblíquos; Pontuação; Ortografia; Orações; Compreensão e Interpretação de Texto; Morfologia; Fonologia; Encontros vocálicos; Emprego de Letras e de Iniciais Maiúsculas; Colocação Pronominal; Adjetivos
  • Saúde Pública: Políticas Públicas de Saúde no Brasil; Políticas Públicas, Planejamento e Gestão em Saúde Pública
  • Legislação Estadual: Legislação do Estado de Pernambuco; Lei 6.123 de 1968 – Regime Jurídico dos Funcionários Públicos Civis do Estado de Pernambuco
  • Direito Sanitário: Evolução, Conceito, Características e Funções; Vigilância Sanitária; Decreto Presidencial nº 7.508/2011; Sistema Único de Saúde – SUS; Lei nº 8.142-1990
  • Segurança e Saúde no Trabalho: NR 32 – Norma Regulamentadora n° 32 – Segurança e Saúde no Trabalho em Serviços de Saúde; Normas Regulamentadoras de Ministério do Trabalho e Emprego

O que cai em concursos da Saúde?

Outra forma de preparo é conhecer o que é mais cobrado nos concursos na área da Saúde.

A primeira dica vai para um assunto muito abordado nesses certames – a Legislação do SUS. Segundo publicado pela professora Gabriela Jacarandá, os cinco conteúdos mais cobrados em Legislação são:

  • Princípios do SUS: princípios doutrinários ou ideológicos (universalidade, integralidade e equidade) e princípios organizacionais (descentralização, regionalização e hierarquização)
  • Lei 8.080/1990: Lei Orgânica da Saúde – condições de promoção, proteção e recuperação da saúde; organização e funcionamento dos serviços; regulamentação, organização e funcionamento do SUS
  • Lei 8.142/1990: Participação da Comunidade e Transferência dos Recursos Financeiros para os entes Federados; Conferências e Conselhos de Saúde
  • Pacto pela Saúde de 2006: pactos pela Vida, Defesa e Gestão do SUS; Financiamento Tripartite; Portarias 399 e 699 de 2006
  • Decreto 7.508/2011: região de saúde; contrato organizativo de ação pública; portas de entrada; comissões intergestores; mapa da saúde; rede de atenção à saúde; serviços especiais de acesso aberto; protocolo clínico e diretriz terapêutica; RENASES e RENAME

A depender da carreira pretendida, também, são importantes conhecimentos em Políticas de Saúde, CNS, Imunização, NASF, Vigilância Epidemiológica, Saúde Coletiva, Lista de Notificação Compulsória, Epidemiologia, Leis 6.360/1976 e 9782/1999, Indicadores de Saúde.

Como estudar para concursos da Saúde?

Além de dicas específicas relativas a conteúdos, é importante ter em mente alguma diretrizes que, de fato, são válidas para qualquer certame.

A primeira é não esperar o edital sair. Concursos são concorridos e candidatos têm se preparado há bastante tempo. Por isso, é importante adiantar os estudos por meio de editais anteriores ou de órgãos similares.

De posse do conteúdo, monte um cronograma de estudos adequado à sua realidade. Isso significa respeitar as horas que pode, de fato, dedicar aos estudos, sem correr o risco de falhar ao longo do processo.

Outro fator essencial é a escolha do material de estudo. Fuja dos livros e apostilas pirateados, pois, sua qualidade (ou a falta dela) pode comprometer seu rendimento. Invista em materiais especializados, apostilas de referência, bons resumos, textos atualizados e vídeo-aulas.

Você tem experiência na área da Saúde ou, ainda, acredita, piamente, que o peso das matérias específicas é maior, então, pode esquecer aquelas da parte de conhecimentos gerais? Bom, se seu perfil é esse, é bom mudar!

Deixar de lado essa parte é um dos maiores erros dos concurseiros! Os conhecimentos gerais são a parte da prova que se distanciam da área de atuação. Por isso, vários candidatos acreditam que podem ignorá-la e, consequentemente, erram grande parte das questões. Que tal se diferenciar deles e “roubar” esses pontos preciosos?

Ah, estou lotado de materiais teóricos, vídeo-aulas com professores bacanas, resumos excelentes e apostilas ótimas que guiam meus estudos! Tudo certo? Negativo! Treine BASTANTE o conteúdo estudado por meio de exercícios. Isso inclui provas anteriores, certames da área em órgãos diferentes e simulados.

Os exercícios são o termômetro que mostra como está o seu conhecimento. A partir deles, é possível direcionar seus estudos naquela disciplina em que tem maior dificuldade ou na qual precisa se aprofundar mais.

Inscrições Concurso Saúde PE 2018

O Concurso Saúde PE 2018 foi anunciado, porém, segue sem data confirmada para lançamento de edital. Entretanto, o processo de escolha da banca organizadora já foi finalizado e a expectativa é de que o edital seja divulgado em breve.

Sendo assim, o certame segue aguardado para 2018. Por isso, continue atento aos próximos comunicados! O edital pode ser liberado no primeiro semestre e, consequentemente, serão abertas as inscrições!


Veja mais sobre

Voltar ao topo

Deixe um comentário