Como fazer um orçamento de viagem? 14 gastos que você deve considerar

Acompanhe a lista de 14 gastos que você deve considerar antes de pegar a estrada ou o avião. As orientações podem te ajudar a economizar dinheiro para curtir melhor a viagem e realizar todos os seus planos no outro país.

Está planejando viajar e não sabe com quais outros gastos deve se preocupar além das passagens e da hospedagem? Para que não seja pego ou pega de surpresa quando já estiver no seu destino, saiba como fazer um orçamento de viagem eficaz.

Acompanhe a lista de 14 gastos que você deve considerar antes de pegar a estrada ou o avião. As orientações podem te ajudar a economizar dinheiro para curtir melhor a viagem e realizar todos os seus planos no outro país:

1 – Já comprou as passagens?

Se já reservou suas passagens, tudo bem, mas se não, antes de comprar os bilhetes compare bastante os preços entre as companhias. A dica é ficar sempre de olho em sites de ofertas de passagens, como “MaxMilhas”, “123 Milhas”, “Decolar.com”, “Submarino”, entre outras.

Cadastre seu e-mail nas páginas para que receber alertas de ofertas. Também acompanhe os sites das companhias aéreas, isso pode ser um pouco cansativo, mas o dinheiro economizado vale a pena no final, isso porque o gasto com a passagem aérea acostuma ser uma das despesas mais altas, se não for a maior, e sacrifica grande parte do orçamento.

Outra orientação, é conferir se o seu cartão de crédito não oferece pontos e promoções, veja as condições do seu banco. Além disso, antes de comprar passagem, confira se não terá que pagar por taxas cobradas na hora do check-in, como por bagagem despachada, troca de assento, refeição a bordo, entre outras que podem encarecer uma oferta que parecia estar em conta.

2 – Onde você vai ficar?

A hospedagem também está entre um dos gastos mais altos do viajante. Pesquise bastante sobre o lugar em que vai ficar, se está próximo dos pontos turísticos que quer visitar ou se tem locomoção necessária para chegar nas atrações da cidade.

Nesse sentido, um hotel mais barato, mas muito afastado do centro, pode acabar custando mais caro. Pensando nisso, um bom custo-benefício para quem vai viajar em grupo é alugar imóveis por aplicativo como o “Airbnb”.

3 – Bagagem

Sabe aquela mala que fica aguardada por um tempão e você só tira do guarda-roupa na hora da viajem? Talvez ela não aguente todo o peso e te faça passar por surpresas na aeroporto. Então, fique atento às condições da sua bagagem, tire um tempinho só para analisá-la.

Se ver que a mala não vai aguentar, dá tempo de sair e pesquisar por opções mais baratas, agora se tiver que comprar na hora da viagem, pode ser obrigado a desembolsar mais.

4 – Visto

Muitos países exigem o visto além dos Estados Unidos, e comumente as pessoas se esquecem disso. A dica é conferir sempre os valores que são cobrados na moeda local. Cuidado para não confudir os valores do dólar americano com o australiano, por exemplo, ou os valores relacionados ao peso em cada país da América Latina.

5-  Passaporte

Sabia que quem viaja para os países do Mercosul que compreende a Argentina, Chile, Uruguai Colômbia, Bolívia, Paraguai, Equador, Venezuela e Peru, só precisa do RG no Documento de Identidade? Entretanto, se seu destino for outros país, além desses, é necessário apresentar o passaporte.

Caso ainda não tenha tirado o documento, agilize o processo pelo site da Polícia Federal, lembrando que isso pode demorar um pouco. O prazo total de emissão varia de acordo com disponibilidade de vagas no agendamento, além do tempo que você leva para reunir os documentos necessários e pagar o boleto.

Em 2020, a taxa cobrada para emissão do passaporte é de R$ 257,25, o boleto pode ser pago em qualquer banco, aplicativo ou lotérica. Se já tiver o documento, veja se ele não passou da data de validade.

6 – Seguro-viagem

Já pensou se precisar de com urgência de um médico em outro país e não tiver cobertura? Imagine-se já fragilizado por causa de uma situação difícil de saúde, sem familiares para ajudar, se você for sozinho ou apenas com conhecidos, e em um local desconhecido.

Acidentes acontecem e doenças não são bem previsíveis. Então, contrate um serviço de seguro-viagem antes de sair do Brasil e esteja preparado se caso alguma coisa acontecer.

7 – Vacinas

Da mesma forma que com o seguro-viagem, este é um item bem importante para asssegurar sua saúde. Pesquise sempre se o país que você vai visitar exige vacinas específicas. Essa informação geralmente é disponibilizada nos sites do consulados ou embaixadas.

Além disso, certifique-se de que suas vacinas de rotina estejam em dia (sarampo, rubéola, poliomielite, febre amarela, etc). Em muitos países, você não consegue nem entrar se não apresentar o cartão de vacina atualizado.

8 – Aluguel de carro

Caso você precise alugar um veículo para fazer a viagem, reserve antes de partir, porque os preços são mais caros se precisar em cima da hora. Além disso, se tiver que alugar para se locomever no outro país, pesquise antes o preço.

9 – Adaptador de tomada e outros itens extras

Ainda, antes de sair do Brasil, veja se não vai precisar de um adaptador de acordo com o padrão de tomada do outro país, ou se não falta detalhes como cadeado para a mala e um casaco mais reforçado para neve. Em muitos países esses itens podem sair mais em conta no que no nosso país, mas é sempre bom estar atento para não ter supresas desagradáveis.

Imagina ficar incomunicável por não poder carregar o celular ou passar frio logo quando chegar no destino. A viagem não começa nada legal, não é mesmo?

10- Entradas para pontos turísticos

Pesquise os preços das entradas para os lugares que você quer visitar. Muitos locais cobram mais barato se a compra for feita com antecedência e pela internet. Também veja se vale mais a pena pagar à vista do que com o cartão de crédito, caso for comprar presencialmente e reserve um dinheirinho para isso.

11 – Gorjetas

Pagar a gorjeta de garçons, taxistas e camareiras de hotel é obrigatório em outros países como nos Estados Unidos. A recomendação por lá é deixar entre 15% e 20% de taxa de serviço em restaurantes, o valor é essencial para o ganho dos prestadores de serviços que muitas vezes contam somente com as gorjetas.

12 – Gastos com transporte

Você vai se locomover de que forma no outro país? O lugar que escolheu pra ficar dá mais acesso a metrô, trem, ônibus, taxi, aplicativos de carros, bicicleta. A não ser que fique próximo dos locais que quer visitar e possa andar sempre a pé, os meios de transportes também custam.

Por isso, pesquise sobre as suas melhores opções de locomoção e reserve grana pra isso.

13 – Comida

Essa é uma das melhores partes em viajar para outros países, mas os gastos dependem muito do perfil de cada um. Você prefere comer em um restaurante renomado, nas barraquinhas de rua ou nos dois? É difícil prever com que gostosuras você vai topar no caminho, mas o indicado, se você quiser ecomomizar, é não comprar comida próximo dos pontos turísticos  e centro da cidade, tudo lá pode ser mais caro.

Dê uma olhada em estabelecimentos mais afastados, a comida muitas vezes além de ser melhor, pode se mais barata e você ainda conta a possibilidade de observar mais perto a vida dos moradores locais, cultura e língua do lugar.

Caso tenha muitas dúvidas sobre quanto vai gastar em comida no seu destino, acesse o site Price of Travel . A página oferece valores estimados conforme o custo de vida em mais de 200 cidades.

14 – Comprinhas pelo caminho

E por último, mas longe de ser menos importante, são as comprinhas que você vai querer fazer no caminho. É quase certeza que você vai encontrar alguma coisa durante a viagem que queira trazer pra casa. Uma lembrancinha, itens que são muitos mais baratos do que no Brasil, presentes para a família, roupas bacanas e baratas… as tentações são muitas e não há nada errado em comprar algo legal que te lembre daquele viagem maravilhosa.

Por isso, inclua também esses gastos imprevisíveis no seu orçamento para não se sentir culpado porque não poder comprar alguma coisa que queria muito, sentido o risco de faltar dinheiro para cobrir uma necessidade maior.

Veja também: Seguro-viagem: Tudo o que você precisa saber antes de contratar

Como fazer um orçamento de viagem? 14 gastos que você deve considerar
Avalie
Voltar ao topo

Notícias relacionadas

Deixe um comentário