Departamento Financeiro

Saiba quais são as funções desse setor e como é a sua aplicabilidade nas empresas

O departamento financeiro de uma empresa é encarregado de administrar os recursos da organização. As tarefas do setor é controlar a tesouraria, os investimentos e os riscos.

Além disso, precisa também fazer o planejamento financeiro do órgão e divulgar os resultados alcançados. Portanto, a função desse departamento é assegurar a obtenção de recursos para que a companhia possa cumprir as metas estipuladas.

Esses objetivos precisam ser alcançados com a empresa se mantendo ativa e competitiva. O intuito é que ela possa garantir lucros a curto e longo prazo.

Em uma microempresa, geralmente, o próprio dono exerce as funções do departamento financeiro. Já em organizações maiores, há um setor que fica responsável só por essa repartição.

Os métodos e formatos do departamento financeiro vão variar de acordo com o que as companhias precisam. Entretanto, mesmo com particularidades, é possível apontar funções básicas do setor.

Funções do departamento financeiro

O departamento financeiro tem a responsabilidade de gerir todas os assuntos relacionados com as finanças da empresa.

Desse modo, a função desse setor é ter uma visão ampla sobre as metas da organização. Isso irá fazer com que os responsáveis pela companhia saibam tomar decisões certeiras  usando sobre custos e/ou investimentos, por exemplo.

Assim sendo, as tarefas inerentes ao departamento financeiro são a tesouraria, o controle das contas, a contabilidade, o planejamento, a gestão dos impostos, o controle de riscos e também divulgar informações para os investidores.

Veja as definições de cada termo:

Tesouraria

Esse setor do departamento financeiro é o grande responsável pelo fluxo de caixas que a empresa tem. Dessa forma,é uma atribuição  fundamental já que obtém o controle diário das entradas e saídas do dinheiro.

Além disso, a tesouraria também precisa gerir as contas bancárias da companhia, já que uma parcela do movimento de caixa é realizado eletronicamente.

Gestão de contas

A função principal da gestão de contas é controlar as contas que devem ser pagas, para que assim atrasos e multas sejam evitados.

Ademais, a gestão é responsável também por ter um controle dos recebimentos. Assim sendo, ela precisa averiguar se os clientes estão com as obrigações em dia e se os boletos emitidos pela empresa foram pagos no dia certo.

Portanto, caso seja necessário, a gestão de contas pode se movimentar fim de realizar os meios de cobranças.

Contabilidade

A contabilidade é responsável por fazer o controle do patrimônio da organização e apontar as suas variações.

O patrimônio de uma empresa constitui-se pelos bens e direitos que possui (ativo) e suas obrigações (passivos). O ativo agrupa imóveis, mercadorias, equipamentos e também o dinheiro em caixa. Além disso, faz parte desse item, os valores que serão recebidos.

Já as contas e as dívidas que estão perto do prazo de vencimento fazem parte do passivo. Assim, para que o cálculo de lucro ou prejuízo de uma empresa é feito a partir da relação entre ativo e passivo.

Portanto, esses registros fornecem dados para que as decisões possam ser tomadas pelos gestores financeiros.

Planejamento financeiro

O planejamento financeiro da empresa é feito a partir dos dados organizados pela contabilidade. Desta forma, é possível saber qual é o momento apropriado para  o órgão investir ou reduzir gastos.

A sua principal função  é estipular metas para a empresa. Portanto, o planejamento financeiro avalia qual será o investimento para atingir os objetivos e buscar onde os recursos para essa finalidade podem ser adquiridos.

Gestão de riscos

Os riscos de mercado, câmbio, crédito e operações da companhia podem ser avaliados pelo departamento financeiro.

Essa gestão é essencial para que os riscos possam ser antecipados e as medidas para evitar o problema , ou pelo menos reduzir seu impacto dele, sejam tomadas no tempo certo.

Gestão de impostos

O departamento financeiro da empresa também pode ficar responsável pela gestão de impostos. Isso acontece quando a organização não têm um departamento próprio para exercer essa função.

A tarefa nesse setor é a de evitar que a companhia  tenha gastos tributários desnecessários. Portanto, ela precisa identificar o regime tributário que seja mais favorável.

Relação com investidores

Para que a empresa consiga aumentar a confiança dos seus investidores é necessário que tenha um relação transparente com eles.

Por isso, é importante que o órgão adote políticas que divulguem as contas de forma nítida por meio da adoção de organizações e divulgações compreensíveis.

Departamento Financeiro
Avalie
Voltar ao topo

Deixe um comentário