Ramp up

Muito utilizado na indústria de automobilística, o termo ramp-up indica a fase inicial da produção industrial visando a comercialização de um novo produto.

Aprender mais sobre ramp-up é importante e significa que é a fase inicial da produção industrial de qualquer bem. Vale destacar que visa a comercialização de um novo produto e tudo deve ser feito com atenção.

A etapa ramp-up também é conhecida por “rampa de produção” e acontece entre duas fases importantes. Trata-se de ser após o fim do projeto e dos testes, portanto, depois que forem fabricados os protótipos e lote-piloto.

O texto tem a proposta de mostrar informações válidas sobre o assunto e sem dúvida é um ponto bem positivo. Os próximos tópicos irão auxiliar a aprender mais esse assunto que é tão importante para todas as partes.

O que é ramp-up?

Conforme mostrado anteriormente, ramp-up é considerado como a fase inicial da produção industrial de qualquer bem. Podendo ser marcada por um crescimento gradual da produção, até que alcance a sua estabilização.

Vale destacar que a utilização mais comum desse conceito remete as manufaturas da própria empresa. No entanto, é preciso mostrar que também pode ser utilizada em outros tipos de indústria e esse é um ponto positivo.

Um exemplo bem eficiente é a indústria de minérios, porque também passa por uma etapa de adaptação. Especialmente no tocante às suas estruturas antes de alcançar a produção plena e é essencial ter atenção nisso tudo.

Utilização

O início da fabricação comercial vai requerer a adaptação da produção que a empresa um dia veio a ter. No caso dessa manufatura, a empresa pode optar por usar uma estrutura que já estiver existente e, assim, sendo já utilizada.

Ocorrerá uma substituição da fabricação de outro produto de forma abrupta ou mesmo gradual. Um bom exemplo para fazer entender como ramp-up é algo efetivo é pensar na estreia de uma linha totalmente nova.

Por mais que seja bem feito, tendo tudo que tenha sido o projeto, será na etapa inicial que serão feitos os últimos ajustes. É comum pensar que acontecerá em outros momentos, porém a realidade é que não é bem dessa forma.

Por essa razão, a produção de lançamentos costuma começar em um ritmo menor e acelera gradativamente. O objetivo é conseguir alcançar a produtividade ideal com a quantidade máxima que estiver disponível.

O mais interessante é entender que nesse crescimento é que está a origem do termo ramp-up. Depois de todas essas informações deu para perceber que a compreensão sobre o tema acaba ficando mais simples para todos.

Quanto tempo leva?

De acordo com os especialistas, o tempo que uma indústria gasta para ter a capacidade plena de produção varia entre 1 a 6 meses. Entretanto, esse tempo alvo para atingir-se a qualidade e a produtividade varia de 1 mês a 1 ano.

Em tese, o planejamento e a eficiência dos estudos na fase de projeto serão fatores fundamentais para o tempo de ramp-up. O ideal é que o produto chegue ao ramp-up com o mínimo de ajustes a serem realizados.

Vale destacar que nessa etapa as alterações terão custos menores, ou seja, o retrabalho será bem menor. É o momento de entender que o ciclo de vida dos produtos está cada vez mais curto e será preciso ter atenção.

Uma vez que a demanda por novidades está tornando os lançamentos cada vez mais obsoletos em pouco tempo. Desse modo, as empresas terão a necessidade de acelerar a etapa de ramp-up para que tudo funcione melhor.

Por fim, essa aceleração não pode ser feita em detrimento da qualidade dos primeiros lotes que foram colocados no mercado. Uma vez que iria afetar a reputação do produto, por consequência, o sucesso que o mesmo deve ter.

Ramp up
Avalie
Voltar ao topo

Deixe um comentário