Sustentabilidade

O conceito trabalha com ações preventivas, para que as futuras gerações não sejam impactadas com ações do presente

Há alguns atos que são realizados para que seus efeitos possam ser sentidos a longo prazo. Essa é a função da sustentabilidade que engloba ações nesse sentido.

Por mais que a palavra remeta ao meio ambiente, o conceito do termo vai muito além. Ele é utilizado também no mundo empresarial, quando se trata de questões sociais econômicas das organizações.

Foi na década de 80 que a palavra Sustentabilidade foi criada e, de fato, sua primeira referência dizia respeito ao impacto das atividades humanas no planeta.

Assim sendo, o termo foi mencionado em um relatório da Organização das Nações Unidas (ONU), após pesquisadores terem concluído que os recursos naturais são limitados.

Portanto, devido a essa finitude, pensando na água, por exemplo, foi concluído que a geração do presente precisa administrar o uso dos recursos, para que a gerações futuras não fiquem comprometidas.

Sustentabilidade nas empresas

O conceito de sustentabilidade empresarial foi criado após o relatório feito pela ONU. Através dele foi possível perceber o quanto o desenvolvimento econômico está diretamente ligado a ações sustentáveis.

O excesso de uso dos recursos naturais em prol da produção industrial ameaçam o desenvolvimento humano e, consequentemente, a economia. Isso acontece pelo fato de os métodos de produção  serem atingidos. Sem falar no meio ambiente.

Portanto, após analisar o quanto rios são poluídos nas zonas industriais, florestas são queimadas e outras séries de agressões à natureza são cometidas no processo de produção de  algumas empresas, foi criado o conceito de sustentabilidade empresarial.

A ideia é que os recursos naturais sejam geridos, que os órgãos tenham sistemas produtivos autossustentáveis e que realizem atividades de responsabilidade social.

Assim sendo, para que a empresa consiga implementar formas sustentáveis de gerir é necessário que os funcionários sejam educados para que haja uma mudança cultural interna.

Dessa forma, é preciso um engajamento da equipe, principalmente dos gestores , que precisam dar exemplo ao restante do grupo. Esse pensamento coletivo acaba sendo uma dos maiores desafios e empecilhos de um trabalho sustentável na prática.

Além disso, outra dificuldade são as alegações equivocadas dos gestores quanto aos custos das práticas sustentáveis. Para a maioria dos empresários que gerem uma empresa, essas atividades aumentam os gastos.

Esse pensamento é completamente desacertado quando analisado a longo prazo. Já que períodos mais extensos de práticas sustentáveis fazem com que a empresa consiga economizar dinheiro e recursos.

Ademais, o interesse de clientes por produtos verdes cresce cada vez mais. Assim sendo, a prática tem grande vantagem competitiva, quando se trata do ponto de vista mercadológico.

ISE- Índice de Sustentabilidade Empresarial

O ISE é um medidor  do nível de comprometimento das empresas do Brasil com o desenvolvimento sustentável. O método foi criado pela  Bolsa de Valores e é responsável por apontar como as companhias estão adotando o uso destas práticas.

Sustentabilidade empresarial: Exemplos

As empresas atuam em áreas diferentes e, por isso, as formas com as quais irão trabalhar com a sustentabilidade também são distintas. No entanto, há alguns métodos sustentáveis que se encaixam em qualquer formato de trabalho ou segmento.

Veja algumas ações que podem ser realizadas por todo o tipo de organização. A empresa pode orientar os funcionários a:

  • Economizar água: A empresa precisa usar menos água no momento de criar algum produto, além de orientar os funcionários a não desperdiçarem. Uma das opções é utilizar a água da chuva para limpeza, por exemplo.
  • Economizar energia: há jeitos simples de economizar energia sem precisar fazer muito esforço. Um exemplo do dia-a-dia é desligar os computadores e apagar as luzes ao final do expediente. Além disso, há também as fontes de energias limpas como a Solar e a Eólica. A maioria da energia utilizada no Brasil é oriunda de recursos naturais.
  • Descartar os resíduos da maneira adequada: Todos os lixos utilizados dentro de uma empresa, inclusive o tecnológico, tem uma maneira correta de ser descartado. Por isso, é essencial orientar os funcionários sobre essa reciclagem.
  • Optar por fornecedores que ofereçam produtos e serviços mais sustentáveis: Um dos modos de ser sustentável é passar a utilizar meios próprios para isso. Ao invés de solicitar entregas de materiais por motoboys, optar por empresas que façam o mesmo serviço, só que de bicicleta. Um outro exemplo é trocar alimentos que possuam agrotóxicos, por alimentos orgânicos.
  • Explorar os recursos minerais de maneira racional: Há algumas práticas que são impossíveis de não serem realizadas. No entanto, respeitar as zonas de preservação é obrigação das empresas.
  • Não compactuar com trabalho escravo e/ou infantil: Mais do que pensar em sustentabilidade, esse ponto já trata do aspecto humano. Não consentir com trabalhos que utilizam desses métodos ilícitos é dever dos órgãos.
  • Ter programas que promovam a igualdade: Trabalhar com representatividade dentro de uma organização é fundamental. Por isso, os gestores devem promover políticas que representem minorias, como negros e mulheres. A fim de criar mais oportunidades ao se diversificar.
  • Remunerar funcionários de maneira justa:  é importante que a empresa valorize seus funcionários. Portanto, um salário que condiz com a função exercida é essencial.
  • Conscientizar os consumidores, por meio de programas específicos: além de buscar ser sustentável, é importante que o órgão incentive a prática por meio de ações que envolvem seus clientes.

Veja mais sobre

Sustentabilidade
Avalie
Voltar ao topo

Notícias relacionadas

Deixe um comentário