scorecardresearch ghost pixel

Qualidade de vida no trabalho

Saiba quais são as ações que uma empresa pode promover para obter a QVT, de forma simples e sem custos

A qualidade de vida no trabalho (QVT) se refere às condições de existência dentro do ambiente corporativo e está ligada aos resultados de uma organização.

Dessa forma, essa qualidade está diretamente ligada ao grau de satisfação e das necessidades específicas de cada funcionário, ao realizar suas funções.

Assim sendo, a QVT busca encontrar o ponto de equilíbrio entre o bom desempenho da empresa e o bem-estar do funcionário.

Essa soma resulta nos princípios essenciais para para a qualidade de vida no trabalho. Fator preponderante para se alcançar a saúde organizacional.

Alguns aspectos que contam para uma boa qualidade de vida no trabalho são pontos relacionando ao psicológico e social do trabalhador. Além disso, a higiene e a segurança do local, também entram na lista dos primordiais para obtenção da QVT.

QVT: exemplos de fatores essenciais

  • Ambiente psicológico e também físico do trabalho;
  • Benefícios que são concedidos;
  • Clima organizacional;
  • Desenvolvimento pessoal;
  • Feedback das  atividades realizadas;
  • Igualdade nas oportunidades;
  • Liberdade de participação para decisão;
  • Motivação para o exercício dessa atividade;
  • Mais oportunidade de crescimento;
  • Maior reconhecimento pelo trabalho realizado;
  • Relacionamento com colegas e os seus superiores;
  • Remuneração mais justa e adequada;
  • Satisfação com a função a ser executada;
  • Segurança na função.

Qualidade de vida no trabalho

QVT: Programas que podem ser utilizados

Com o intuito de aumentar os níveis de satisfação do trabalhador, as organizações podem proporcionar uma série de atos, que vão de atividades simples às mais complexas.

Essa variação do nível da interação vai depender do tamanho e também de qual área a empresa atua. Essa ações são essenciais para a saúde dos profissionais, e ainda pode reduzir custos para a empresa.

Veja a lista abaixo:

Treinamento e promoção do desenvolvimento intelectual

Oferecer cursos e treinamento que ampliem o conhecimento do funcionário pode fazer com que ele se sinta mais reconhecido. Além disso,  naturalmente, esse ato irá fazer com que ele dê melhores resultados.

Isso se dá pelo fato do colaborador se sentir mais incorporado à organização e se sentir mais motivado a realizar as tarefas de sua responsabilidade. Assim sendo, a saúde psíquica do empregado fica mais preservada com essa inclusão.

Feedback e avaliação de desempenho

O feedback é um ótimo caminho para as empresas que querem obter bons resultados. Além de ser simples para aplicar, o método é sem custo.

O termo pode ser explicado como uma satisfação de quem avalia sobre o trabalho que está sendo feito. Assim sendo, os superiores têm que buscar destacar não só os pontos negativos do funcionário, mas principalmente os positivos.

Um formato indicado é o feedback sanduíche. Esse método consiste em começar falando os pontos bons do trabalho do funcionário, passar pelos ruins e depois retornar elogiando outros pontos  fortes do colaborador.

Além disso, oferecer ajuda para solucionar possíveis problemas nos aspectos negativos fará com que o empregado se sinta amparado.

Flexibilização do horário de trabalho

Uma rotina mais flexível, dentro das possibilidade de cada empresa, pode fazer com que a relação organização-funcionário funcione de forma muito assertiva.

Portanto, é importante que os gestores observem e tentem compreender a rotina e a forma como cada funcionário se desloca para conseguir chegar ao trabalho.

Dessa maneira, pensar em formas de flexibilizar os horários é uma alternativa positiva para ambos os lados. Se o empregado tiver uma maior organização do tempo, a empresa terá um membro que conseguirá render melhor em sua atividades.

Outros programas

Um dia de folga (day off) no aniversário desse funcionário  é um benefício. Além disso, a ginástica e a massagem  laboral, são técnicas simples que podem  no relaxamento do colaborador.

Outros pontos são ergonomia, terapias alternativas, orientações culturais e uma série de outros aspectos. Essas ações podem ser positivas para a organização e para quem trabalha nela.

Portanto, o fato é que a qualidade de vida no trabalho depende de uma série de fatores que, na maioria da vezes, não vão dar o menor custo às empresas. Aos mesmo tempo que o funcionário vai se ver em um ambiente totalmente favorável para trabalhar.

QVT: Importância do papel do colaborador

Não cabe somente a empresa a responsabilidade de manter um bom ambiente de trabalho. O colaborador também tem papel fundamental nesse processo.

Algumas atitudes como não fazer fofocas e se esforçar para que a relação com colegas e superiores se dê da melhor forma possível é uma possibilidade saudável para um ambiente de trabalho.

QVT: a importância na relação empresa-funcionário

Um nível de satisfação de uma equipe de trabalho está diretamente ligada com a forma a qual as relações se dão nos ambiente profissionais.

É importante que, tanto os superiores, quantos os empregados tenham a noção de que a maior parte do dia de uma pessoa pode ser no emprego.

Sendo assim, é preciso se atentar ao fato de que esse período é capaz gerar grande consequências. Tanto  para a saúde mental, quanto para a física do trabalhador.

Portanto, a qualidade de vida no trabalho está diretamente ligada ao desempenho, à saúde e também ao bem-estar do colaborador.

Dessa forma, os programas para a busca da QVT têm o objetivo de formar talentos e fazer com que a organização se torne ainda mais produtiva.

Assim sendo, a QVT forma funcionários com um maior índice de motivação. Logo, há um maior engajamento da equipe e melhores resultados da empresa.


Voltar ao topo

Deixe um comentário