Processo Seletivo MP – AC (Estágio)

Ministério Público do Estado do Acre (MP-AC) abre processo seletivo com 40 vagas de estágio para estudantes de nível superior.

O Ministério Público do Estado do Acre (MP-AC) está realizando um novo processo seletivo. O edital nº 001/2019, e tem como finalidade promover a admissão de 40 estudantes de nível superior com idade mínima de 18 anos, e que estejam cursando a partir do 5º período.

São ofertadas vagas para estudantes dos seguintes cursos: Direito, Engenharia Civil, Administração, Sistemas de Informação, Psicologia, Serviço Social, Jornalismo, Arquitetura e Publicidade e Propaganda.


Os estagiários serão remunerados com bolsas auxílio de R$ 998,00, mais auxílio transporte de R$ 160,00, para atuação em jornadas de 30 horas por semana. A lotação em Rio Branco, Cruzeiro do Sul e Bujari para estudantes de Direito, e somente em Rio Branco para os demais.

Os interessados poderão se inscrever no período de 10 a 24 de outubro de 2019, somente pela internet, no endereço eletrônico do CIEE – Centro de Integração Empresa-Escola: www.ciee.org.br.

A seleção dos candidatos será feita por meio de prova objetiva, composta por 20 questões de múltipla escolha. A prova deverá ser realizada on-line, logo após concluída a inscrição.

Para os estudantes de Direito, as provas serão compostas por questões de Língua Portuguesa, Informática e Conhecimentos Básicos de Direito. Já para os demais cursos, serão questões de Língua Portuguesa, Informática e Conhecimentos Gerais.

O prazo de validade do processo seletivo é de um ano, a partir da homologação de seu resultado final, sendo admitida sua prorrogação por mais um ano.

O edital completo com mais informações sobre o Processo Seletivo MP – AC – 2019 está disponível no site da organizadora.

RESUMO - Processo Seletivo MP – AC (Estágio)
Orgão MP-AC - Ministério Público do Estado do Acre
Quantidade de Vagas 40
Cadastro Reserva Não
Nível de Escolaridade
Salário R$ 998,00
Início das inscrições 10/10/2019
Término das inscrições 24/10/2019
Cargo
Localidade
Voltar ao topo

Deixe um comentário