Concurso Prefeitura de Itanhaém – SP

Prefeitura de Itanhaém, em São Paulo, abre concurso público com vaga para Procurador Jurídico e remuneração de R$ 4.958,00.

A Prefeitura de Itanhaém, situada em São Paulo, tornou pública a abertura de mais um concurso público. O certame é regulado pelo edital nº 02/2019 e abre uma vaga para profissional no cargo de Procurador Jurídico.

Para participar da seleção, é necessário possuir ensino superior completo em Direito, inscrição na Ordem dos Advogados do Brasil – OAB, e efetivo exercício na advocacia por, no mínimo, dois anos.


Os interessados poderão se inscrever entre os dias 22 de julho a 22 de agosto de 2019, pelo site da empresa organizadora do certame, a Fundação VUNESP: www.vunesp.com.br. Será cobrada taxa de participação de R$ 110,00.

Caso o candidato não disponha de acesso à internet, poderá utilizar o posto do Programa Acessa São Paulo, em dias úteis, das 8h às 16h. O posto fica no Centro do Cidadão (Rodoviária): Avenida Harry Forssell, nº 1505 – Belas Artes, Itanhaém – SP.

O servidor aprovado será remunerado com vencimento inicial de R$ 4.958,00, para atuação em carga horária de 30 horas de trabalho por semana.

A seleção dos candidatos será feita por meio das seguintes etapas: prova objetiva, prova prático-profissional e avaliação de títulos. A aplicação da prova escrita está programada para o dia 13 de outubro de 2019, em locais a serem informados.

O concurso público tem validade pelo prazo de dois anos, contados a partir da data de sua homologação, sendo admitida sua renovação por igual período.

O edital completo com mais informações sobre o Concurso Prefeitura de Itanhaém – SP – 2019 está disponível no seguinte link: http://bit.ly/2XzdtVs

edital-processo-seletivo-itanhaem-sp-2019
RESUMO - Concurso Prefeitura de Itanhaém – SP
Orgão Prefeitura de Itanhaém
Quantidade de Vagas 1
Cadastro Reserva Não
Nível de Escolaridade
Salário R$ 4.958,00
Início das inscrições 22/07/2019
Término das inscrições 22/08/2019
Cargo
Localidade
Valor da Inscrição R$ 110,00

Veja mais sobre

Voltar ao topo

Notícias relacionadas

Deixe um comentário