Concurso Degase forma comissão para 332 vagas de agente socioeducativo

Previsto para o primeiro semestre, edital do Departamento Geral de Ações Socioeducativas do Rio de Janeiro terá vagas de nível médio.

Os trâmites necessários para abertura do novo concurso do Departamento Geral de Ações Socioeducativas do Rio de Janeiro (Degase) estão se desenrolado à todo vapor.

O Diário Oficial desta segunda-feira, 25, trouxe a portaria que constitui a comissão interna responsável por acompanhar e supervisionar os detalhes técnicos do certame.

Outro ponto importante do documento é que ele aponta o Centro Estadual de Estatísticas, Pesquisas e Formação de Servidores Públicos do Rio de Janeiro (Ceperj) como possível banca organizadora do concurso.

Apesar da menção, o órgão não confirmou se a empresa, de fato, foi escolhida para realizar o certame.

Confira o trecho da publicação oficial:

Anunciada no início do ano, a seleção tem edital aguardado para o primeiro semestre de 2019. O certame começou a se desenrolar a partir de uma cobrança da Justiça, que intimou o Rio de Janeiro a analisar o impacto financeiro da criação de 332 vagas no cargo de agente socioeducativo.

Concluído o estudo, o órgão realizou os devidos encaminhamentos para aprovação na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj).

Concurso Degase 2019: Salário inicial de até R$ 2,8 mil

Embora o certame esta previsto para este semestre, ainda não foi confirmado se o processo para criação das vagas já está concluído. Além disso, outra informação a ser confirmada é se outros cargos serão contemplados pelo edital.

Em princípio, todos os servidores aprovados vão atuar na cidade do Rio de Janeiro.

A investidura na carreira de agente socioeducativo exige ensino médio completo e dá direito a vencimentos inciais de R$ 2.822,57. A remuneração é composta pelo salário base e auxílio-transporte de R$ 250,00. Além disso, os profissionais terão direito a auxílio-alimentação.

O último concurso do Degase aconteceu em 2011. Na época, foram abertas 500 vagas em cargos dos níveis médio, médio/técnico e superior. Dentro do quantitativo total, a maioria, 324, foram destinadas à função de agente socioeducativo.

Aqueles que pleitearam uma das oportunidades foram avaliados por meio de provas objetiva e redação. A primeira foi constituída por 50 questões de múltipla escolha. Os itens versaram sobre o conteúdo programático detalhado abaixo:

  • Língua Portuguesa;
  • Raciocínio Lógico;
  • Conhecimentos Gerais;
  • Conhecimentos Específicos.

O certame, que reuniu mais de 38 mil inscritos, teve o resultado final divulgado em julho de 2012. No entanto, a convocação dos aprovados se arrastou por vários anos.

Voltar ao topo

Deixe um comentário