Com déficit superior a 2 mil servidores, PC BA terá novo concurso em breve

Polícia Civil da Bahia tem autorização para realizar novo certame. Edital deve contemplar as carreiras de delegado e agente. Iniciais de até R$ 11 mil.

A Polícia Civil da Bahia (PC BA) é uma das corporações que se prepara para realizar novo concurso público. Em fevereiro, o governador do estado, Rui Costa, anunciou a realização do certame.

Em entrevista ao site Folha Dirigida, o delegado-geral da PC BA, Bernardino Brito Filho, falou sobre a importância da seleção, bem como sobre a atual vacância de servidores pela qual a corporação passa.

De acordo com o representante da Polícia Civil baiana, diante das necessidades do órgão, o certame é extremamente necessário. Ele afirmou ao site que, quanto maior o efetivo, maior será a qualidade dos serviços prestados, em agilidade e segurança.

Além disso, o delegado-geral afirmou que em virtude da grande quantidade de aposentadorias previstas, a seleção deve ser tratada com urgência.

“Aumentar e equilibrar o quadro de funcionários, uma vez que muitos policiais já estão em processo de aposentadoria ou foram contemplados com licença prêmio, além de preencher o número de vagas necessário para compor o efetivo imposto por lei”, afirmou à Folha Dirigida.

Déficit de servidores

Embora o número de aposentadorias previstas seja preocupante, a PC BA já passa por situação de déficit de servidores. Segundo Brito Filho, a carência atual é de cerca de 2.500 investigadores. Somado às demais funções da corporação, o número pode ser ainda maior.

Outro ponto a ser levado em consideração é que o último certame, cujo edital foi publicado em janeiro de 2018, não preencheu todas as vagas ofertadas. Assim sendo, também há postos vagos nos cargos de agente e delegado.

Ainda que o número de vagas do próximo edital não tenha sido confirmado pelo governador, a expectativa é que o quantitativo amenize pelo menos a carência atual.

Último concurso foi realizado em 2018

A última seleção pública para a Polícia Civil da Bahia teve o edital publicado há pouco mais de um ano. O concurso abriu, nada menos, que mil vagas. Foram contempladas as carreiras de delegado, investigador e escrivão.

Todas as funções demandam ensino superior completo, sendo específico em Direito para delegado. Candidatos aprovados tiverem vencimentos iniciais entre R$ 3.915,85 e R$ 11.389,96. Os valores incluem o salário básico e gratificações previstas para as carreiras.

No entanto, apesar do alto quantitativo oferecido, o governador do estado afirmou que as vagas abertas não foram suficientes, justificando a necessidade de abertura do novo certame.

De acordo com o regulamento mais recente, a avaliação dos concorrentes às vagas da PC BA é constituída pelas seguintes etapas:

  • Prova objetiva;
  • Prova discursiva;
  • Avaliação de aptidão física;
  • Exame psicotécnico;
  • Prova de títulos;
  • Investigação social e conduta pessoal.

O certame foi marcado por diversos percalços. Entre eles, o Ministério Público chegou a enviar ofício pedindo a anulação da correção da prova objetiva. Isso porque, de acordo com as normas expressas em edital, o exame teria valor total de 100 pontos.

No entanto, após a liberação do resultado preliminar da avaliação, os candidatos perceberam que o valor da prova seria 200 pontos, em contradição com o que foi expresso no regulamento.

Porém, o certame teve o cronograma retificado e acabou seguindo normalmente. No dia 8 de fevereiro foi publicado o resultado final do teste físico. Aprovados foram conduzidos para a etapa seguinte, constituída pelo exame psicotécnico.

Concurso PC BA 2019: O que estudar?

Enquanto o edital do concurso PC BA 2019 não é publicado, os candidatos podem se preparar com a partir do programa de provas do último certame. Segundo o documento com as regras da seleção, as avaliações objetivas foram constituídas pelo conteúdo programático listado abaixo:

Conhecimentos Gerais (comuns a todos os cargos): Atualidades, Língua Portuguesa, Informática, Promoção da Igualdade Racial e de Gênero, Leis Específicas, Medicina Legal e Noções de Administração.

Conhecimentos Específicos:

Delegado: Direito (Empresarial, Penal, Processual Penal, Constitucional, Tributário, Ambiental, Administrativo, Civil e Processual Civil), Criminologia, Legislação Penal e Processual Penal Extravagante, Noções de Direito (Agrário e Eleitoral).

Investigador: Noções de Direito (Constitucional, Administrativo, Penal e Processual Penal), Legislação Penal Extravagante.

Escrivão: Noções de Direito (Constitucional, Administrativo, Penal e Processual Penal), Noções de Estatística e Arquivologia, Legislação Penal Extravagante.

Voltar ao topo

Deixe um comentário