Concursos federais: órgãos enviam pedidos de editais até o fim do mês

IBGE, Anvisa e Ibama irão realizar novas solicitações de concurso. Outros órgãos, como IBGE e Receita Federal, ainda não confirmaram seus pedidos.

Até o fim deste mês, o Ministério da Economia irá receber os pedidos de novos concursos públicos dos órgãos federais. As solicitações de editais devem ser de seleções para o próximo ano.

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) são os órgãos que, até o momento, confirmaram seus pedidos.

IBGE

Segundo a assessoria de imprensa do IBGE, seria enviada uma nova demanda de concurso depois que o pedido feito em 2017 foi arquivada. O número de vagas solicitadas seria de 1.800: 1.200 para o cargo de técnico e 600 para analista.

Para a carreira de nível médio (técnico), a remuneração é de R$ 3.890,87. No caso do cargo de analista, que é de nível superior, o salário é de R$ 8.213,17. Ambos os vencimentos já incluem o auxílio-alimentação de R$ 458.

Anvisa

Quanto a Anvisa, o último pedido protocolado de concurso foi feito em 2017. A solicitação pedia 697 vagas, das quais 427 eram para especialistas, 172 para técnicos e 68 para analistas.

O novo edital deve contar com oportunidades já vagas e outras que ainda serão criadas. Os cargos são de nível médio e superior, com os seguintes salários:

  • Especialista (nível superior): R$ 15.028,12;
  • Analista (nível superior): R$ 13.807,57.
  • Técnico (nível médio): R$ 7.388,37;

Ibama

A solicitação do Ibama para uma nova seleção deve ser de 1.888 vagas. Do total, 749 são para a carreira de nível médio e 1.129 para nível superior.

O vencimento inicial para os servidores do instituto é de R$ 4.408,94 (nível médio) e R$ 9.389,84 (nível superior), já com a inclusão do auxílio-alimentação de R$ 458.

Pedidos a serem confirmados

Além dos três órgãos citados, a Receita Federal, o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) e o Ministério do Trabalho (MTE) (extinto, mas que agora como secretaria, pode contratar novos servidores) também devem solicitar novos editais. Os pedidos, no entanto, não foram confirmados.

A última solicitação da Receita Federal foi feita em 2017 e arquivada em 2018. Na época, foram pedidas 2.083 vagas, das quais 1.453 eram para analista e 630 para auditor.

Os dois cargos são de nível superior. A remuneração é de R$ 11.639,24 e R$ 20.123,53, respectivamente. O valor já inclui o auxílio-alimentação.

O INSS, por sua vez, solicitou um concurso de 7.888 vagas, voltado a cargos de nível médio e superior: técnicos, analistas e peritos.

O pedido foi encaminhado em 2018 e ainda segue aguardando a autorização do governo. Devido ao atual déficit de servidores do INSS, que chega a 10 mil funcionários, o Ministério Público Federal (MPF) recomendou a autorização do certame ao Ministério da Economia.

Já quanto ao Ministério do Trabalho, o último pedido protocolado solicitava 2.873 vagas. A maior parte das oportunidades são para auditor-fiscal (1.308) e para agente administrativo (1.307).

De nível superior, o cargo de auditor fiscal tem remuneração de R$ 21.487. Já a carreira de agente administrativo, de nível médio, tem vencimento de R$ 3.881,97.

As outras vagas, que também são para carreiras de nível superior, tem remuneração de R$ 5.494,09.

Voltar ao topo

Deixe um comentário