Governo vai frear altos salários do serviço público federal

Para evitar o aumento de gastos, o governo federal deve apresentar no segundo semestre uma reforma administrativa. O objetivo é frear os altos salários.

O serviço público deve servir ao povo. No entanto, as boas intenções dos milhões de funcionários públicos brasileiros têm um preço muito alto para as pessoas. O país gasta cerca de 10% de seu PIB com o funcionalismo público. São cerca de 725 bilhões de reais e 12 milhões de servidores federais, estaduais e municipais. Os contribuintes são os responsáveis por financiar esses salários dos servidores.

Para evitar o aumento de gastos, o governo federal deve apresentar no segundo semestre uma reforma administrativa. O objetivo é frear os altos salários do funcionalismo público. De acordo com informações do Valor Econômico, a medida reduzirá os custos das folhas de pagamento da União.

O primeiro passo dessa reforma seria o acréscimo de tempo para mudança de carreira. Isso ajudaria a retardar os rápidos aumentos de salário do funcionalismo federal. Outro tópico que deve ser abordado pela equipe de Bolsonaro é a redução da remuneração inicial em cargos públicos.

Como Paulo Guedes já disse anteriormente, o objetivo do governo é reduzir o número de servidores. Durante as readequações o corte de carreiras deve ser feito, além da extinção de cargos que, segundo o governo, são obsoletos.

Concursos

O presidente da República, Jair Bolsonaro, voltou a falar sobre concursos públicos. Ele disse que dificilmente haverá certames na esfera federal nos próximos anos. Principalmente quando se leva em consideração o orçamento da União. A decisão já tinha sido mencionada pelo ministro da Economia, Paulo Guedes. O ministro já tinha destacado que o objetivo é conter os gastos do governo federal e aguardar a aposentadoria de efetivos.

Até a década passada, as carreiras federais eram uma alternativa de emprego atraente. Os orçamentos estavam crescendo e as vagas no serviço público eram constantes. O pagamento do funcionalismo era extremamente competitivo. Além disso, os benefícios e a segurança no emprego significavam oportunidades únicas.

Veja mais sobre

Voltar ao topo

Deixe um comentário