scorecardresearch ghost pixel

Secretário de Fazenda diz que valor do salário mínimo para 2020 ainda pode sofrer mudanças

Secretário de Fazenda afirma que salário mínimo de 2020 poderá ter alteração, pois o governo ainda não enviou o projeto que define o valor.

Em entrevista à Rádio CBN, o secretário especial de Fazenda do Ministério da Economia, Waldery Rodrigues, afirmou que o governo ainda não entregou a política de salário mínimo de 2020. Segundo ele, o valor ainda pode ser alterado.

Waldery destacou que a redução do valor no Orçamento, de R$ 1.039 para R$ 1.031, anunciada pelo governo, ocorreu devido projeção menor para o índice de inflação que corrige o piso nacional (INPC) de 2019.

“O Orçamento é feito baseado em parâmetros. O mínimo tem correção pelo INPC e temos observado redução do valor para o ano de 2019. Aplicamos diretamente uma fórmula. Como caiu, a estimativa anterior também foi reduzida. A lei não proíbe um valor maior, mas estamos de forma transparente corrigindo pelo INPC”, disse Waldery.

O secretário também afirmou que o salário mínimo de 2020 poderá ter alteração, pois o governo ainda não enviou o projeto que define o valor. Waldery salienta que todo recurso que entra como salário permite maior consumo.

“Esse é um dos itens mais importantes para a composição do PIB. Mais de 60% (do PIB) é consumo. Mas as despesas também são importantes. É importante ter equilíbrio para o crescimento do PIB no curto prazo e ao longo do tempo. A cada R$ 1 a mais no mínimo equivale a gasto de mais de R$ 300 mi”, acrescentou.

Ministério da Economia

Dentro das medidas emergenciais, em abril, o governo decidiu acabar com o reajuste do salário mínimo acima da inflação. Isso garante, portanto, que a correção será feita apenas pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC). O modelo de ajuste mínimo foi adotado em 2007, no Governo Lula, mas perdeu a validade em janeiro de 2019.

Em agosto, a equipe do ministro Paulo Guedes (Economia) anunciou que o piso salarial poderia subir para R$ 1.039 no próximo ano. Em novembro, o ministro enviou ao Congresso um documento que revisa as projeções usadas na elaboração do projeto de Orçamento do próximo ano.

Portanto, a decisão final será do Congresso, responsável por aprovar o projeto de Orçamento e definir as despesas de 2020.

Confira também: Estimativa do salário mínimo para 2020 diminui; Entenda!


Veja mais sobre

Voltar ao topo

Deixe um comentário