Motoristas de Uber poderão escolher valor da corrida; Entenda o porquê

Medida visa preservar a flexibilidade do trabalho dos motoristas. Empresa também revelou que os condutores ganharão ainda mais controle sobre suas viagens.

A Uber anunciou que está testando um recurso que permite aos motoristas definirem os preços de suas corridas. O comunicado aconteceu na última terça-feira, dia 21 de janeiro. De acordo com a empresa, a medida é uma tentativa de evidenciar que os motoristas não são funcionários da empresa, mas sim trabalhadores autônomos e independentes.

O recurso está disponível, até o momento, para motoristas da Califórnia, nos Estados Unidos. A empresa disse que fez essas e várias outras alterações objetivando preservar a flexibilidade do trabalho dos motoristas californianos. Isso aconteceu porque uma nova lei foi projetada para melhorar as condições laborais de trabalhadores de aplicativo.

Segundo a Uber, condutores que transportam passageiros dos aeroportos de Santa Barbara, Palm Springs e Sacramento poderão cobrar até cinco vezes o preço da tarifa estabelecida pela empresa. “Estamos fazendo agora um teste inicial de mudanças adicionais que darão aos motoristas mais controle sobre as tarifas cobradas dos passageiros”, comunicou a Uber. .

A medida é a mais recente entre uma série de alterações promovidas pela empresa devido a publicação do AB5. Essa publicação governamental visa garantir mais liberdade aos trabalhadores, de autoria da da congressista Lorena Gonzales.

Novas ferramentas

A partir da próxima semana, os motoristas também poderão cobrar valores menores que as tarifas da Uber. Isso poderá ser feito caso haja aumento do valor devido à alta demanda. De acordo com a empresa, os testes iniciais estão limitados aos três aeroportos apresentados. A organização também revelou que seus motoristas ganharão ainda mais controle sobre suas viagens.

Recentemente uma nova ferramenta da Uber chegou aos usuários do Brasil, a U-Ajuda. Sua função é identificar possíveis imprevistos durante uma corrida e realizar a devida checagem de segurança. Com isso, espera-se que haja averiguação se tudo está em ordem com o motorista e o passageiro.

Por meio do monitoramento ativo da plataforma, a empresa irá direcionar ferramentas de segurança no aplicativo. Entre os recursos estão a chamada direta para a polícia, compartilhamento de rota com contatos telefônicos ou até mesmo abrir um canal com a central de atendimento. Além disso, a novidade conta com outros recursos, como:

  • Identificação da rota estipulada no momento em que o usuário solicita a corrida;
  • U-Áudio – gravação de áudio da viagem, como evidência caso ocorra algum problema;
  • Verificação de documentos que escaneia a identidade do usuário com objetivo de evitar o uso do app por pessoas mal intencionadas;
  • U-Selfie – recurso de identificação do motorista que exige, além da selfie normal, que o mesmo realize movimentos solicitados pelo app;
  • U-Código – este recursos é uma senha de quatro dígitos que o usuário deverá informar ao motorista antes de iniciarem a viagem.

“Nossa visão é que a tecnologia pode ajudar a melhorar a segurança de todos que desejam se locomover. Acreditamos que toda viagem deve ser tranquila, mas também sabemos que imprevistos acontecem. É para eles que desenvolvemos o U-Ajuda, que permite esse acesso rápido à ferramentas que lançamos nos últimos anos como ligar diretamente para a polícia ou compartilhar a viagem”, salientou o diretor do Tech Center da Uber no Brasil, Marcello Azambuja.

Confira também: Uber abre vagas de emprego em diversos setores!

Voltar ao topo

Deixe um comentário