FGTS: Quem ainda pode sacar até R$ 998 em 2020? Veja calendário oficial

Valores de FGTS chegam a R$ 998 e estão disponíveis para todos os trabalhadores que ainda não realizaram a retirada. Descubra como sacar!

A Caixa Econômica Federal (CEF) e o Governo Federal iniciaram o pagamento do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), na modalidade de saque-imediato, em setembro de 2019. Com o fim do calendário, em dezembro, todos os trabalhadores que ainda não realizaram a retirada dos valores podem sacar.

Inicialmente, estava liberado apenas o saque de até R$ 500 por conta do FGTS. No entanto, o governo aprovou o saque da totalidade das contas ativas e inativas. A medida vale para contas que, em 24 de julho de 2019, possuíam até R$ 998.

Os novos valores contemplam mais de 10 milhões de pessoas e têm garantido um incremento de aproximadamente R$ 2,6 bilhões na economia nacional.

Quem ainda tem direito ao saque-imediato?

Os valores de saque ainda estão disponíveis para contas que atendam uma das seguinte possibilidades:

  • Contas que tinham até R$ 998, em 24/07/2019, e já fizeram a retirada de R$ 500: têm à disposição até R$ 498 a mais;
  • Contas que têm até R$ 998 e não tiveram os R$ 500 sacados: têm à disposição até R$ 998;
  • Contas que tinham mais do que R$ 998 e os titulares já retiraram R$ 500: não há valor a ser sacado;
  • Contas que tinham mais do que R$ 998 e os titulares já retiraram nenhum valor: estão disponíveis R$ 500, por conta.

Calendário de pagamentos do saque-imediato

De acordo com o calendário de pagamentos, a data limite para que o trabalhador realize a retirada dos valores é até 31 de março de 2020, terça-feira. A data vale tanto para os saques total quanto para o valor extra no caso dos trabalhadores que já sacaram os primeiros R$ 500.

Caso o saque não seja feito até a data, os valores retornam para as contas do fundo. No entanto, perde a atualização monetária e juros correspondentes ao período em que estiveram disponíveis para saque.

Como sacar o FGTS?

A fim de garantir mais facilidades aos cidadãos, a Caixa oferece várias possibilidades para realizar o saque dos valores. Confira abaixo:

  • Saques de até R$ 100 por conta podem ser feitos em lotéricas, com CPF e documento de identificação;
  • Saques de até R$ 998 podem ser feitos em lotéricas ou correspondentes Caixa Aqui. Para isso, basta apresentar um documento de identificação, Cartão Cidadão e senha. Caso a pessoa não possua o Cartão do Cidadão, poderá sacar em caixas eletrônicos da Caixa utilizando o CPF;
  • Em agências é possível realizar saques de todos os valores. Para isso, o cidadão deve apresentar um documento de identidade com foto, número do CPF ou Cartão Cidadão e senha.

Trabalhadores que possuam conta individual na Caixa tiveram seus valores disponibilizados automaticamente. Para realização de transferência do montante para outros bancos, a Caixa não cobra tarifa. A fim de agilizar o atendimento, o trabalhador deve ir ao local de saque com a Carteira de Trabalho.

Além disso, é possível que o trabalhador descubra o saldo da conta antes de ir ao local de saque. Isso pode ser feito por meio do site Caixa (clique aqui) ou pelo aplicativo do FGTS, que está disponível na App Store, Google Play ou Windows Store. A consulta é possível após realizar um cadastro e criar uma senha. Quem já possui conta na plataforma, basta realizar o login.

Confira também: Multa do FGTS: Saiba o que muda a partir de 2020

Voltar ao topo

Deixe um comentário