Quase lá! Piso de R$ 1.045 do INSS será pago a partir de 19 de fevereiro

Assim como em outros benefícios do Governo Federal, aposentadorias e pensões também acompanham o aumento do salário mínimo.

Aumento no piso do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS)! Isso porque a partir do dia 19 de fevereiro, os pagamentos referentes ao benefício terão como base o novo piso nacional, fechado em R$ 1.045 por meio de sanção de medida provisória desde o último dia 1º. 

Nesse caso, quem recebeu em 2019 e em janeiro deste ano, até o momento, terá como parâmetro o salário mínimo em vigor durante esse período, sendo R$ 998 e R$ 1.039, respectivamente. Sem informações sobre o pagamento de retroativos por parte do Governo Federal, a diferença entre os valores chega a R$ 47. 

Datas de liberação INSS 2020

Veja as datas de pagamento do benefício para este ano.

Calendário INSS 2020
Fonte: previdencia.gov.br

Pagamentos de fevereiro

Os segurados de fevereiro que recebem até um salário mínimo na folha de pagamentos do INSS terão os depósitos em conta entre os dias 19/02 e 06/03. A data de liberação das quantias acontecerá de acordo com o número final de inscrição que aparece no cartão de benefício; nesse caso considera-se o dígito antes do traço.

Razões para o aumento

Assim como outros benefícios do Governo Federal, aposentadorias e pensões também acompanham o aumento do salário mínimo. O parâmetro para o aumento está no Índice Nacional de Preços ao Mercado (INPC), responsável por projetar a inflação do ano seguinte. 

Inicialmente, os setores da economia previam um reajuste de 4,1% para 2020, o que resultou no aumento do mínimo para R$ 1.039 em janeiro. Contudo, após resultado divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em dezembro de 2019, o índice inflacionário fechou em 4,48%, ou seja, acima do esperado.

Para reverter a defasagem e tentar manter o poder de compra do brasileiro, foi sancionado pelo presidente Jair Bolsonaro uma nova MP que alteraria o piso nacional, que passou a valer R$ 1.045, desde o dia 1º de fevereiro. 

A dúvida cresceu em relação aos pagamentos de benefícios, como INSS e abono salarial PIS/Pasep, visto que, com os aumentos, quem receber depois terá vantagem em quem recebeu antes da subida. Ainda sem novos posicionamentos sobre um possível retroativo, os pagamentos seguem o calendário de pagamentos normalmente, com previsão de liberação de novo lote para o próximo dia 19.

Leia ainda: Receba R$ 1.045 do INSS sem nunca ter contribuído. Saiba como

Voltar ao topo

Deixe um comentário