Calendário de saque do PIS/Pasep termina em um mês. Até R$ 1.045!

Para saber quanto irá receber, trabalhador deve multiplicar o valor mínimo oferecido pela quantidade de meses trabalhados.

Os cidadãos que trabalharam sob o regime de carteira assinada em 2018 têm até o próximo dia 29 de maio para fazer a retirada dos recursos provenientes do abono salarial calendário 2019/2020.

Apesar de ter a sua data de encerramento prevista para o dia 30 de junho, o governo federal optou por antecipar em um mês o tempo dos resgates para que pudesse ser feita a liberação do calendário 2020/2021, previsto para começar no dia 16 de julho. 

Para poder receber o benefício, o trabalhador deve cumprir, ao mesmo tempo, as seguintes condições: ter trabalhado de carteira assinada em 2018 por pelo menos 30 dias, ter recebido como renda média mensal a quantia de até dois salários mínimos, estar inscrito no PIS/Pasep por pelo menos cinco anos, além de estar com os dados corretamente informados na Relação Anual de Informações Sociais (RAIS).

Lembrando que o PIS, de responsabilidade da Caixa, é voltado para funcionários de empresas privadas, enquanto o Pasep, sob direção do Banco do Brasil, é destinado para servidores da iniciativa pública. 

Quanto paga o abono salarial?

Para saber quanto irá receber de PIS/Pasep, o trabalhador deve multiplicar o valor mínimo, R$ 88,00, pela proporção de meses trabalhados, que pode atingir à quantia de R$ 1.045,00. Confira a tabela abaixo:

Tabela de Pagamento PIS/Pasep 2020

Como saber se posso receber o benefício?

Muitas pessoas ainda têm dúvida se podem ou não receber o abono. Para isso, a Caixa e o BB disponibilizaram algumas plataformas de consulta, como site, aplicativo e número de telefone. Confira a seguir:

PIS 

  • Aplicativo Caixa Trabalhador;
  • Página do PIS no site da Caixa. Basta acessar e clicar na opção “Consultar pagamento”;
  • Atendimento pelo telefone 0800 726 0207.

Pasep

  • Consulta presencial em alguma agência BB;
  • Atendimento pelos telefones 4004 0001 (capitais e regiões metropolitanas); 0800 729 0001 (demais cidades); e 0800 729 0088 (deficientes auditivos).

Leia ainda: FGTS e PIS: Governo libera 5 modalidades de saques para 2020; Confira!

Voltar ao topo

Deixe um comentário