13° salário do INSS é liberado direto na conta corrente; Saiba como receber

Não é permitido a recebimento em contas que não tenha como titular o beneficiário, segundo o INSS aproximadamente 12,4 milhões de pessoas podem receber.

O 13º salário do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) foi liberado para recebimento direto na conta corrente. A segunda parcela sai a partir de segunda-feira, 25, e será paga até dia 5 de junho.

Têm direito ao recurso os aposentados e pensionistas do INSS: quem recebe aposentadoria, pensão por morte, auxílio-doença, auxílio-acidente, auxílio-reclusão e salário maternidade.

De acordo com a Portaria 543 publicada no Diário Oficial da União, para receber por meio de conta corrente é necessário que os beneficiários tenham cartão magnético. Siga o passo a passo no portal do “Meu INSS” para solicitar a opção de conta corrente, o processo é gratuito:

  • Faça login com CPF e senha;
  • Clique em “Agendamento/Solicitações“
  • Selecione a opção “Atualização para manutenção de Benefício e outros serviços”
  • Por fim, clique em “Transferir Benefício para Conta Corrente”
  • O segurado deve enviar os documentos necessários que serão solicitados para comprovar que a conta está em seu nome.

Não é permitido a recebimento em contas que não tenha como titular o beneficiário, segundo o INSS aproximadamente 12,4 milhões de pessoas podem receber o 13º pelo cartão magnético.

Calendário segunda parcela 13º INSS

Como a primeira parcela, o pagamento da segunda parcela do 13º salário do INSS também foi antecipada para diminuir o impacto da crise causada pelo novo coronavírus nos aposentados e pensionistas.

Recebe primeiro o benefício, já a partir de segunda-feira, quem ganha até um salário mínimo (R$ 1.045,00), já quem recebe mais de um salário o pagamento cai só em junho.

As datas de saque variam de acordo com o número final no benefício, sem considerar o dígito. Confira os calendários a seguir para quem ganha menos ou mais de um salário mínimo:

Beneficiários que recebem até R$ 1.045 (um salário mínimo)

  • Final 1: 25 de maio
  • Final 2: 26 de maio
  • Final 3: 27 de maio
  • Final 4: 28 de maio
  • Final 5: 29 de maio
  • Final 6: 1º de junho
  • Final 7: 2 de junho
  • Final 8: 3 de junho
  • Final 9: 4 de junho
  • Final 0: 5 de junho

Beneficiários que recebem acima de R$ 1.045 (um salário mínimo)

  • Finais 1 e 6: 1º de junho
  • Finais 2 e 7: 2 de junho
  • Finais 3 e 8: 3 de junho
  • Finais 4 e 9: 4 de junho
  • Finais 5 e 0: 5 de junho

Quanto será pago?

Na primeira parcela do 13º do INSS foi pago 50% do valor total a que o beneficiário tem direito, na segunda parcela serão pagos mais 50% para aqueles que recebem até um salário mínimo, ou seja, R$ 522,50.

Neste caso não incide imposto de renda, porém ,para quem recebe mais do que um salário, será cobrado o imposto sobre a segunda parcela.

Veja também: Após 2ª parcela do auxílio de R$ 600, FGTS e INSS são liberados durante pandemia

Voltar ao topo

Deixe um comentário