Auxílio negado? Saiba como contestar a negativa do pedido

Quase 10 milhões de pessoas ainda esperam um posicionamento da Dataprev em relação às novas solicitações ou reanálises.

A partir desta segunda-feira, 1º, a Caixa Econômica Federal (CEF) libera o saque do auxílio emergencial de R$ 600,00 ou R$ 1.200,00 (duas cotas) para 2,4 milhões de beneficiários. Contudo, a fila de espera para a aprovação do benefício continua.

De acordo com a caixa, 9,7 milhões de pessoas ainda aguardam o pedido de resposta do governo sobre a inscrição realizada no aplicativo ou site da Caixa. Nesse número estão incluídas as solicitações de reanálise daqueles que receberam a negativa da Dataprev anteriormente.

Teve o auxílio negado? Saiba o que fazer

Segundo Tatiana Thomé, vice-presidente de governo da Caixa Econômica Federal, instituição responsável pelos repasses, o cidadão com o auxílio negado pode optar por dois caminhos, que  inclui a realização de um novo pedido ou então a contestação da resposta recebida.

Em ambos os casos, é possível utilizar o aplicativo ou site do auxílio para a operação. Veja as etapas a seguir.

Como fazer a nova solicitação do auxílio

1 – Acesse o aplicativo ou site do auxílio;

2 – Faça um novo cadastro, preenchendo corretamente os campos e passando por todas as telas;

3 – Sobre o preenchimentos dos campos, tenha muita atenção quanto aos informes relacionados à renda, endereço e dados dos integrantes do núcleo familiar;

4 – Feita a nova solicitação, o status “em análise” irá aparecer.

Como fazer a contestação do auxílio

1 – Durante o acesso ao cadastro, que informa o motivo do auxílio ter sido negado, clique na opção “Realizar nova solicitação”;

2 – Na tela que se abrir, surgirá uma mensagem sobre a confirmação de contestação da negativa;

3 – Se esse for o caso, clique em “Continuar”;

4 – Selecione a declaração de veracidade das informações prestadas e vá em “Continuar” novamente;

5 – Ao finalizar, a mensagem de que a contestação está em análise surgirá. Clique em “Entendi” e retorne dentre alguns dias para acompanhar o pedido.

Lembrando que os trabalhadores sem renda, e que se encaixam nos critérios de concessão ao benefício, tem até o dia 3 de julho para solicitar o auxílio emergencial do governo.

Leia ainda: Mães menores de idade já podem solicitar auxílio emergencial de R$ 1.200

Voltar ao topo

Deixe um comentário