Salário mínimo em 2021 poderá ser de R$ 1.066,84, segundo projeção do governo

Redução de 2,09% na inflação afeta diretamente o valor do próximo piso nacional.

No dia 15 de julho, a Secretaria de Política Econômica (SPE), ligada ao Ministério da Economia, informou que houve uma redução de 2,09% na estimativa da inflação de 2020. Caso isso se confirme, o salário mínimo de 2021 também deverá ser menor do que o estimado previamente.

Reajustado conforme o parâmetro da inflação do ano anterior, o valor do piso nacional já recebeu uma nova previsão. Inicialmente, a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) previu para o próximo ano a quantia de R$ 1.079,00.

Contudo, com as correções apontadas pelo Índice de Preços ao Consumidor (INPC), o mínimo nacional será de R$ 1.066,84 a partir de janeiro. Cerca de RS 12,15 a menos do que o cálculo de abril.

Poder de compra inalterado

Se cumprida a LDO em que está prevista a correção do salário mínimo com base apenas na inflação, não haverá ganho real para o trabalhador. Nesse caso, o poder de compra de quem recebe um salário mínimo permanecerá o mesmo. Lembrando que esse formato de aumento foi adotado para o reajuste do mínimo de 2020.

O impacto nas contas públicas também será menor com a queda do valor do salário mínimo. Um dos motivos são os benefícios previdenciários, que atualmente não podem ficar abaixo do piso nacional. De acordo com dados do governo, a cada R$ 1 de aumento, tem-se uma despesa de aproximadamente R$ 355 milhões. Com a redução de R$ 12,15, a economia nos gastos do governo será de R$ 4,3 bilhões.

Leia ainda: Governo anuncia valor do Renda Brasil; Veja quanto pode ser pago por mês

Voltar ao topo

Deixe um comentário