Auxílio de R$ 600: Governo divulga novo calendário de pagamentos para mais 1,79 milhão de beneficiários

Novos aprovados, por cadastro feito com auxílio de funcionários dos Correios ou por contestação, terão direito ao recebimento das parcelas do benefício.

Nesta quarta-feira, 26, foi divulgado, pelo Ministério da Cidadania, o novo calendário de pagamento do auxílio emergencial de R$ 600. Ao todo, serão mais de 1,79 milhões de beneficiários. Dessa vez, serão contemplados aqueles que fizeram o cadastro com o auxílio dos empregados dos Correios, entre os dias 8 de junho e 2 de julho.

Além desse grupo, os recursos liberados serão destinados aos que foram aprovados após contestação do cadastro, feitas nas datas entre 3 de julho a 16 de agosto.

A portaria apresenta, também, como será realizado o pagamento aos que haviam recebido a 1ª parcela nos outros meses, mas tiveram o benefício reavaliado em agosto, em razão das atualizações de dados governamentais.

Confira a seguir os novos calendários!

Novos aprovados no auxílio de R$ 600 (contestação ou Correios)

Os novos aprovados irão receber a 1ª parcela dentro do Ciclo 2. No caso das 2ª e 3ª parcelas, o pagamento do auxílio será efetuado dentro do Ciclo 3. Por fim, as 4ª e 5ª parcelas serão depositadas no Ciclo 4.

É importante lembrar que todas as regras de pagamento seguem iguais. Primeiro, há o depósito na conta poupança digital, que pode ser movimentada no aplicativo Caixa Tem, após isso que o dinheiro fica disponível para saques e transferências.

Já aqueles que tinham recebido o dinheiro da 1ª parcela nos meses anteriores mas tiveram o pagamento reavaliado, passam a receber de novo a partir do Ciclo 2. É válido lembrar que esses ciclos não abrangem os inscritos no programa Bolsa Família.

Calendário de pagamento Ciclo 2 

Ciclo 2 Auxílio Emergencial
Fonte: Diário Oficial da União / Caixa.

Calendário de pagamento Ciclo 3

Ciclo 3 Auxílio Emergencial
Fonte: Diário Oficial da União / Caixa Econômica Federal.

Calendário de pagamento Ciclo 4

Ciclo 4 Auxílio Emergencial
Fonte: Diário Oficial da União / Caixa Econômica Federal.

Veja ainda: Bolsonaro discorda de Guedes e quer R$ 300 para prorrogação do auxílio emergencial

Veja mais sobre

Voltar ao topo

Deixe um comentário