scorecardresearch ghost pixel

CNH Social abre 4,5 mil vagas gratuitas em aulas teóricas e práticas; Veja como se cadastrar

O programa possibilita a primeira habilitação de graça. O resultado final com o nome dos selecionados será divulgado no dia 13 de outubro.

Nesta segunda-feira,28, o Departamento Estadual de Trânsito do Espírito Santo (Detran ES) vai abrir as inscrições para preencher 4.500 vagas na segunda fase do programa CNH Social em 2020. O prazo para se inscrever vai até 7 de outubro.

O programa possibilita a primeira habilitação de graça no estado nas categorias A (moto) ou B (carro) e, para aqueles que já são habilitados, a adição de categoria A ou B e mudança de categoria par D (van, micro-ônibus, ônibus) ou E (caminhão e carreta).

Para participar da seleção, os candidatos precisam ter cadastro ativo no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) lançado na Base Nacional até o dia 14 de agosto de agosto. As inscrições devem ser feitas pelo site do Detran ES.

Condições para participar

Além de estar inscrito no CadÚnico, o Detran explica que os interessados são selecionados de acordo com critérios como menor renda per capita, maior número de componentes no grupo familiar, candidatos com Ensino Fundamental completo, beneficiário do Bolsa Família e data e hora de inscrição.

Segundo uma instrução publicada no Diário Oficial do Espírito Santo, o resultado final com o nome dos selecionados será divulgado no dia 13 de outubro, no site do Detran. O programa ainda terá uma lista de candidatos reservas que deverão ser chamados no dia 16 de novembro.

Cerca de 2.500 mil pessoas foram escolhidas na primeira fase do programa deste ano para passar pela formação gratuita e ganhar a habilitação. Em 2019, o Detran ES comunicou que, até 2022, planeja possibilitar 25 mil carteiras de motorista gratuitas no estado.

“Nosso objetivo é oferecer formação qualificada e profissional para quem mais precisa, facilitando o ingresso no mercado de trabalho”, disse o governador por meio de rede social.

Veja também: Qual benefício receber após o auxílio emergencial? Confira lista


Veja mais sobre

Voltar ao topo

Deixe um comentário