Concurso Polícia Civil está autorizado e vai sair em 2021. Salários de até R$ 18 mil

Número de vagas será revisto porque a corporação teve diversos cargos vagos bloqueados pelo Estado. Anteriormente, a previsão era de 864 oportunidades.

O novo concurso da Polícia Civil do Rio de Janeiro (PC RJ) está confirmado. Em coletiva de imprensa na última quinta-feira, 8, o secretário da Polícia Civil, Allan Turnowski, afirmou que os editais devem sair no primeiro semestre de 2021.

A previsão era 864 vagas, mas o número será revisto porque a corporação teve diversos cargos vagos bloqueados pelo Estado. Mesmo assim, Turnowski confirmou que a Polícia Civil já tem vacâncias que ocorreram depois desse bloqueio. Sendo assim, esses postos poderão ser preenchidos por novos aprovados em concursos.

“Os cargos foram bloqueados por um decreto, mas já temos vagas desbloqueadas. Há um pedido para, no primeiro semestre de 2021, saírem os concursos para todos os cargos anteriores, em um número menor de vagas”, disse o secretário.

Turnowski explica que e o intuito é abrir o concurso com uma quantidade menor de oportunidades e, posteriormente, convocar mais aprovados à medida que surgirem novas vacâncias. “Vamos abrir o concurso e ir chamando conforme novas vagas forem abertas, chamando de acordo com a colocação. O concurso está autorizado e vai sair ano que vem”.

Sobre o concursos da PC

Em 2019, o governador Wilson Witzel autorizou o concurso da Polícia Civil do Rio de Janeiro com 864 vagas para todos os níveis de escolaridade. Os salários seriam de R$4.506,27 a R$18.747,95. Confira os cargos:

  • 12 para auxiliar de necropsia (nível fundamental);
  • 16 para técnico de necropsia (nível médio);
  • 54 para perito legista (nível superior em áreas específicas);
  • 20 para perito criminal (nível superior em áreas específicas);
  • 47 para delegado (superior em Direito);
  • 597 para inspetor (superior em qualquer área);
  • 118 para investigador (nível médio).

O secretário não informou qual será o número de vagas do novo concurso. Mas informou que apesar do bloqueio, a autorização continua válida, mesmo que com novo quantitativo.

“Você pode usar o mesmo processo que está autorizado para fazer referência as novas vagas. É possível abrir concurso para uma vaga e depois, posteriormente, ter 400 vagas e chamar os aprovados. Fazer concurso é possível e será feito ano que vem”, afirmou Turnowski.

Vale também ressaltar que a bancas já haviam sido escolhidas. O Instituto Acesso foi anunciado como a banca organizadora para delegado, e o Instituto AOCP como o responsável pelas inscrições e aplicações das provas para os demais cargos. Ainda não há confirmação se as bancas organizadoras serão mantidas.

Leia também: Concurso PF: Bolsonaro confirma finalização do edital para 2.508 vagas de níveis médio e superior

Veja mais sobre

Voltar ao topo

Deixe um comentário