Concurso PRF: Edital com 2.772 vagas de níveis médio e superior e salários de até R$ 10 mil pronto para sair em 2020, afirma diretor

Corporação aguarda aval para dar início aos preparativos do certame, previsto para ter um dos maiores quantitativos de vagas da história.

No último sábado, 3, em live realizada no seu perfil do Instagram, o diretor-executivo da Polícia Rodoviária Federal (PRF), José Hott, declarou que a corporação pode realizar ainda em 2020 o concurso PRF. Contudo, para que isso ocorra, é necessário que o aval saia até o fim deste mês.

“Estamos prontos para soltar [o edital] este ano. Se a autorização sair em outubro, o edital sai ainda esse ano. No mínimo aí são 30 dias entre a autorização e a publicação do edital”, disse Hott.

É importante mencionar que a PRF já conta com o projeto do edital básico pronto e as tratativas em processo avançado. Nesse caso, assim que houver a autorização do certame pelo Diário Oficial da União, a corporação iniciará de forma mais ágil a publicação do documento.

Vagas concurso PRF 2020

A PRF já possui dois pedidos de concursos públicos confirmados, com 2.634 vagas de nível superior para o cargo de policial rodoviário federal e 138 de nível médio para ocupar o posto de agente administrativo. Ao todo, serão preenchidas 2.772 vacâncias do órgão nas próximas seleções.

De acordo com a comissão formada pela corporação, as ocupações de cargos vagos serão voltadas inicialmente para a carreira de policial, que exige nível superior. Em relação às oportunidades de nível médio, a PRF informou que por enquanto não há movimentações internas para que a seleção ocorra prontamente.

Após o anúncio do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), estima-se que o quantitativo da próxima seleção da PRF seja um dos maiores da história. O certame é um dos mais concorridos do país, visto que possui salários entre R$ 4.022,77 (nível médio) e R$ 10.357,88 (nível superior).

Leia ainda: Concurso Polícia Federal terá 349 vagas para nível médio! Ganhos de até R$ 4 mil

Veja mais sobre

Voltar ao topo

Deixe um comentário