Cuidado com a cartinha do INSS! Segurado que não responder pode ter o benefício suspenso

Caso o beneficiário não encaminhe os documentos solicitados dentro do prazo, o pagamento poderá ser suspenso ou até mesmo cessado.

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) resolveu enviar milhares de cartinhas exigindo que aposentados e pensionistas forneçam documentos essências para a concessão dos benefícios. Quem não encaminhar a documentação solicitada pode ter o pagamento suspenso.

O segurado tem até 60 dias para responder o INSS. Caso isso não ocorra, o benefício poderá ser suspenso. Se passar mais 30 dias, pode ser cassado. As cartinhas, intituladas de “comunicado de exigência”, estão sendo enviadas a fim de apurar irregularidades na concessão dos benefícios. Ou seja, com o objetivo de fazer revisões.

Entretanto, esse não é um bom momento para autarquia fazer a exigência. Isso porque existe uma fila de novas concessões represadas pela pandemia. O que dificulta a mobilidade de idosos, que são do grupo de risco, em fazerem diligências e envio de documentos.

Cartinhas do INSS

A notificação exige que o segurado apresente documentos como CPF, RG, Certidão de Casamento, Carteira de Trabalho, entre outros. Contudo, essa documentação já é exigida para dar entrada em qualquer benefício. Isso demonstra certo nível de desorganização do INSS, já que a autarquia deveria ter posse desses documentos.

Além disso, as cartas não são personalizadas. Ou seja, a mesma documentação é exigida a um público heterogêneo. Desta forma, parece que o instituto não está procurando alguma irregularidade.

Apesar disso, o segurado deve encaminhar o que foi solicitado ao INSS, já que a não resposta pode deixar muita gente sem receber o benefício. Por esse motivo, é importante ficar atento com as consequências das notificações.

Leia também: INSS mantém benefícios aos segurados por 12 meses; Veja como fica

Veja mais sobre

Voltar ao topo

Deixe um comentário