scorecardresearch ghost pixel

Novidade! Jogos da loteria poderão ser pagos com o Pix, informa Banco Central

Novo sistema poderá ser usado para pagar apostas como Quina, Lotofácil e Mega-Sena. Disponibilidade do pagamento pode variar de acordo com cada estabelecimento.

Consumidores agora podem pagar jogos da loteria, como a Mega Sena, Quina e Lotofácil, com o PIX. Essa opção está disponível para os clientes desde a última quinta-feira, 19, quando o Banco Central inclui as lotéricas na lista de instituições habilitadas a receber os pagamentos instantâneos.

De acordo com o BC, a integração das lotéricas ao novo sistema atende à demanda do mercado. “As novas funcionalidades do Pix mostram o caráter multipropósito do meio de pagamento. Isso significa que ele deve ser capaz de acomodar todos os tipos de transação de varejo, envolvendo pessoas, empresas e governo”, afirma.

No entanto, a disponibilidade dessa forma de pagamento vai depender dos estabelecimentos estarem preparados para receber este tipo de transação. Inclusive o Banco Central aprovou um período de seis meses para “ajustes pontuais” nas plataformas que se conectam ao Pix.

Vale ainda lembrar que o novo sistema de pagamentos começou a funcionar no início do mês em fase de testes, apenas para clientes selecionados. O Pix só foi liberado para todo o público na última segunda-feira, 16.

Como usar o Pix?

Para utilizar o sistema de pagamentos instantâneos, o usuário deve cadastrar uma chave Pix no aplicativo do banco. Ao todo, há cinco opções: CPF, CNPJ, e-mail, celular ou uma chave aleatória gerada no momento da operação.

Além disso, vale destacar que as chaves também devem ser cadastradas na conta que irá receber a transferência. Em seguida, basta seguir o passo a passo:

  • Acesse o aplicativo do banco;
  • Em seguida, clique em “Pix – Pagamentos instantâneos”;
  • Selecione a opção “Pagar”;
  • Escolha  pagar ou transferir via Chave Pix;
  • Selecione o tipo de Chave Pix que você tem cadastrada na sua conta;
  • Por fim, digite a Chave Pix que vai receber a transferência.

Leia também: 


Veja mais sobre

Voltar ao topo

Deixe um comentário