scorecardresearch ghost pixel

13º salário antecipado e 14º salário do INSS liberado em 2021? Entenda

Benefícios são esperados por aposentados e pensionistas da autarquia de todo o Brasil. Saiba como andam as tratativas acerca de cada modalidade.

Segurados do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) aguardam ansiosos a antecipação do 13º salário assim como a possibilidade da liberação do 14º salário previdenciário em 2021 – inicialmente previsto para o ano passado, a ideia acabou não sendo votada em tempo hábil.

Para saber mais sobre os repasses dos recurso de aposentados e pensionistas da autarquia, confira mais detalhes a seguir.

Antecipação 13º salário do INSS

O governo federal anunciou que vai antecipar o pagamento do 13º salário de aposentados e pensionistas do INSS em 2021. A medida funciona como uma estratégia de minimizar os impactos da pandemia, que ainda demonstra crescimento no número de contaminações.

De acordo com informações divulgadas por assessores presidenciais, o intuito é pagar a primeira parcela do abono anual em fevereiro e a segunda em março. No momento, a equipe do ministro da Economia, Paulo Guedes, atua na formalização da medida, na tentativa de implementá-la já no próximo mês.

“Como houve um recrudescimento da doença, em vez de ficarmos esperando, vamos agir e seguir o mesmo protocolo do ano passado, quando antecipamos o 13º dos aposentados e o abono salarial. Vamos fazer o mesmo agora, já está decidido, provavelmente em fevereiro e março”, disse um assessor presidencial.

As chances de aprovação da nova forma de pagamento são altas, visto que, em razão de a verba ser prevista no Orçamento de 2021, o pagamento adiantado não gera custo extra para o governo.

14º Salário do INSS

Outro assunto de grande discussão em 2020, mas que se estende para 2021 tem a ver com o pagamento de um 14º salário aos aposentados e pensionistas do INSS. O repasse da parcela extra foi proposta por meio do Projeto de Lei (PL) nº 3657/20, que atualmente tramita no Congresso Nacional.

A liberação do 14º salário tem como justificativa socorrer os aposentados e demais beneficiários da autarquia, considerados principal grupo de risco para as contaminações de Covi-19. Além disso, a ideia também é gerar recursos para movimentar a economia logo no começo do ano.

Em muitos momentos, o autor do projeto, senador Paulo Paim (PT-RS), pediu urgência na votação e aprovação do texto. Porém, como não foi colocado em pauta em tempo hábil em 2020, os pagamentos não aconteceram conforme esperado por milhões de brasileiros.

Apesar da demora nas tratativas do PL, o senador já confirmou que não pretende desistir da ideia, visto que, segundo ele, “a crise vai continuar”. Para conferir o documento na íntegra, acesso o site do Senado Federal.

Leia ainda: Abono extra de R$ 2.000 do INSS: Saiba se a medida está confirmada para 2021


Veja mais sobre

Voltar ao topo

Deixe um comentário