scorecardresearch ghost pixel

Google Maps possibilitará viagens com menor emissão de carbono até o fim de 2021

Inicialmente o recurso será liberado nos EUA até o final deste ano e, depois, chegará a outros países.

Novidade no aplicativo Google Maps: o programa começará a encaminhar os motoristas por rotas calculadas para gerar as menores emissões de carbono com base no tráfego, subidas e descidas, e outros fatores.

A não ser que os usuários rejeitem essa opção, a rota padrão será a com menor emissão de carbono se as opções comparáveis demorarem quase o mesmo tempo. Quando as alternativas forem consideravelmente mais rápidas, o Google oferecerá opções e permitirá que os usuários verifiquem as emissões destacadas.

O Google afirmou que obtém estimativas relativas de emissões por meio de testes em diferentes modelos de carros e tipos de estradas, com base em informações do Laboratório Nacional de Energia Renovável (NREL) do governo dos Estados Unidos. Os dados de classificação da estrada vêm de seus carros do Street View, tal como de imagens aéreas e de satélite.

O anúncio do Google incluiu ainda outras mudanças com foco no clima. A partir de junho, a empresa irá avisar os motoristas que estão indo viajar para zonas de baixa irradiação onde alguns veículos são restritos, como Alemanha, França, Holanda, Espanha e Reino Unido.

Você também pode se interessar:Apple Maps indica a presença de radares de velocidade em cidades brasileiras


Voltar ao topo

Deixe um comentário