scorecardresearch ghost pixel



Confira quais são as deduções do Imposto de Renda em 2022

É possível ter deduções no Imposto de Renda. Veja quais são as condições permitidas pela Receita Federal.



Ao longo de todo o ano, os contribuintes precisam armazenar as notas fiscais e demais recibos, já que é por meio deles que é possível conseguir as deduções do Imposto de Renda. Ou seja, é com a comprovação dos gastos que o contribuinte consegue pagar menos impostos ou até mesmo aumentar o valor da restituição.

Leia mais: Saiba quem é obrigado a declarar o Imposto de Renda em 2022

Todos esses comprovantes fazem muita diferença na hora de declarar o Imposto de Renda. Por isso, a primeira dica para o contribuinte é ter bastante controle de todos os gastos e comprovações.

Deduções do Imposto de Renda

Além disso, na hora de fazer a declaração do Imposto de Renda o contribuinte precisa escolher qual o modelo, se será a declaração simplificada ou completa. Essa escolha vai depender do tipo de gastos que a pessoa teve ao longo de todo o ano.



Por exemplo, na simplificada tem um desconto de 20% sobre a base de cálculo do imposto. Já a completa é mais indicada para aqueles contribuintes que têm mais gastos. Na simplificada, o limite de deduções é de R$ 16,754,34. Se passar desse valor, a declaração completa é a mais indicada para o contribuinte.

Os gastos que podem ser dedutíveis são por exemplo aqueles ligados à saúde, pensão alimentícia e nos casos de dependentes do contribuinte.

Além disso, as deduções também consideram as doações federais, estaduais ou municipais. Assim, o valor será abatido do imposto. O mesmo vale para gastos com estudo, como escola das crianças, faculdade, pós-graduação e outros.



No caso da declaração completa, existem alguns limites de dedução. Por exemplo, é de R$ 2,275,08 por dependente. É sem limite para despesas médicas e de saúde.

Precisa declarar o Imposto de Renda as pessoas que tiveram rendimentos que passam de R$ 28.559,70 ao longo do ano passado. Além disso, também precisa declarar aqueles que receberam rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, de valor superior a R$ 40 mil.

Depois que é feita a declaração do Imposto de Renda, a Receita Federal analisa cada caso para conferir se o contribuinte tem ou não restituição a receber.




Voltar ao topo

Deixe um comentário