scorecardresearch ghost pixel



IPVA: veja o que acontece com quem não paga o imposto

O motorista que não pagar o IPVA pode ter uma série de burocracias para resolver. Além de correr o risco de ter o carro apreendido.



O Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) é um compromisso de todos proprietários de carros. Mas, quem não paga pelo IPVA pode ter várias dores de cabeça, que vão muito além do pagamento de multa. Incluindo a apreensão do carro.

Leia mais: IPVA 2022: quanto vou ter que pagar de imposto no meu carro?

Cada estado brasileiro tem uma forma de cobrança do IPVA. Alguns estados fazem condições mais facilitadas para ajudar os motoristas na quitação do imposto. Mas, quando o pagamento está em atraso, a consequência pode custar ainda mais caro.



E se não pagar o IPVA?

O IPVA pode ser pago à vista ou parcelado. E decidir pela forma de quitação de mais esse compromisso é parte das obrigações dos motoristas. Isso porque, se o condutor for parado em uma fiscalização sem quitar o imposto, ele pode ser multado.

Além disso, o carro pode ser apreendido e o motorista levar pontos na carteira. Outro detalhe é que cada estado tem uma forma única de cobrança do imposto em atraso. Podendo, por exemplo, gerar juros. Em situações mais complicadas, o nome do motorista pode parar na Serasa.

O IPVA pode ser pago por meio de boleto bancário. Para saber exatamente os prazos é necessário consultar a Secretaria da Fazenda do seu estado e seguir os prazos. É interessante conferir também as condições de descontos para quem optar por pagar à vista.



Mas, se você deixou de quitar o imposto e teve o carro apreendido, o primeiro caminho é quitar o IPVA. Depois disso, pagar também os juros e multas. Além dos gastos com a manutenção do carro no pátio do Detran, o que gera mais um valor a ser pago pelo dono do veículo.

Depois de resolver todas essas pendências, o último passo é validar os documentos. Por isso, para evitar todos esses contratempos, aproveite as condições do seu estado e deixe o imposto em dia. E confira também quem tem direito à isenção do IPVA.




Voltar ao topo

Deixe um comentário