scorecardresearch ghost pixel



Preço da gasolina passa de R$ 7 em alguns estados: veja valores atualizados

O preço da gasolina tem assustado ainda mais os motoristas brasileiros. Dados da ANP mostram que o preço médio no Brasil é de R$ 7.



Abastecer está cada dia mais caro. Não tem mais para onde fugir, já que em todos as cidades brasileiras o preço dos combustíveis estão em alta constante. Para a preocupação dos motoristas, um levantamento da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) mostra que o preço médio da gasolina está em R$ 7.

Leia mais: Após congelamento do ICMS, preços de gasolina e diesel aumentaram ou diminuíram?

A cada nova ida aos postos de combustíveis os motoristas se surpreendem com mais um aumento. Nesta semana, por exemplo, mais um reajuste chegou às bombas.

Preço da Gasolina

De acordo com o levantamento da ANP, o preço mais caro da gasolina foi encontrado em Angra dos Reis no preço médio de R$ 7,89.

Os valores também estão altos no caso do etanol e do diesel. A pesquisa da ANP foi feita entre os dias 9 e 15 de janeiro. De lá para cá mais reajustes foram feitos nas bombas. Por isso, os motoristas podem encontrar valores ainda maiores que a média nacional do levantamento.



Veja abaixo a relação dos preços da gasolina segundo dados da ANP nos primeiros 15 dias de janeiro:

  • Acre – R$ 6,994
  • Alagoas – R$ 6,524
  • Amapá – R$ 5,859
  • Amazonas – R$ 6,59
  • Bahia – R$ 6,791
  • Ceará – R$ 6,586
  • Distrito Federal – R$ 6,827
  • Espírito Santo – R$ 6,746
  • Goiás – R$ 6,923
  • Maranhão – R$ 6,39
  • Mato Grosso – R$ 6,526
  • Mato Grosso do Sul – R$ 6,489
  • Minas Gerais – R$ 6,938
  • Pará – R$ 6,73
  • Paraíba – R$ 6,486
  • Paraná – R$ 6,335
  • Pernambuco – R$ 6,59
  • Piauí – R$ 6,794
  • Rio de Janeiro – R$ 7,136
  • Rio Grande do Norte – R$ 6,962
  • Rio Grande do Sul – R$ 6,509
  • Rondônia -R$ 6,719
  • Roraima R$- 6,408
  • Santa Catarina R$ – 6,505
  • São Paulo – R$ 6,339
  • Sergipe – R$ 6,65
  • Tocantins – R$ 6,848

De acordo com a ANP, o levantamento foi feito em 18 mil postos de combustíveis do Brasil. O preço dos combustíveis, em especial a gasolina, deve sofrer novos reajustes nos próximos meses. Principalmente com o fim do congelamento do ICMS, que vai voltar a ser considerado no cálculo do preço a partir de 1º de fevereiro.




Voltar ao topo

Deixe um comentário