scorecardresearch ghost pixel



Uso do FGTS na compra de valores mobiliários é liberado pela Caixa; Veja como funciona

Trabalhadores poderão investir até 50% do saldo de cada conta vinculada em quotas do FMP. Resgate é liberado para a compra da casa própria.



Segundo a Caixa Econômica Federal, quem possui recursos no Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) poderá utilizá-los no chamados Fundos Mútuos de Privatização (FMP), destinados à compra de valores mobiliários.

Leia mais: Precisando de dinheiro? Caixa libera saque do FGTS a partir de R$ 500

O banco divulgou as novas regras que se aplicam ao Programa Nacional de Desestatização e projetos estaduais similares, ambos aprovados pelo Conselho do Programa de Parcerias de Investimentos. A circular que trata do tema foi publicada no Diário Oficial da União desta segunda-feira, 10.



Como vai funcionar?

Conforme explica o documento, o trabalhador poderá participar em FMPs de forma individual ou por meio de um Clube de Investimentos comandado por instituição autorizada pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

Em suma, pessoas que possuem contas vinculadas ao FGTS para a compra de quotas dos fundos de privatização formam o Clube de Investimento. Nele, os trabalhadores poderão investir até 50% do saldo de cada conta vinculada em quotas do FMP.

Para saber o saldo disponível para aplicação, basta o trabalhador acessar o aplicativo do FGTS. Se o ele quiser usar o FGTS aplicado na compra da casa própria, o resgate poderá ser feito a qualquer momento. Já em outra circunstância, a solicitação pode ser feita somente a partir de 12 meses de aplicação.




Voltar ao topo

Deixe um comentário