scorecardresearch ghost pixel



INSS: veja como agendar o atendimento presencial nas agências

O atendimento presencial nas agências do INSS foi retomado. Mas, para isso, é preciso agendar um horário. Confira o que fazer.



O atendimento presencial por agendamento estava suspenso no Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) desde 2020. Com a retomada do serviço, muitos brasileiros estão em dúvida de como agendar. Além disso, será que os serviços digitais continuarão disponíveis? Veja como fica.

Leia mais: Concurso Exército: Edital abre 440 vagas na EsPCEx

As agências voltaram a receber o público como resultado do avanço da vacinação contra a covid-19. Mas todas as medidas de segurança continuam sendo cumpridas para evitar novas infecções pela doença.

Atendimento presencial

Para passar pelo atendimento presencial em alguma agência do INSS, o segurado precisa ter hora marcada. Isso vale para todos aqueles que procuram serviços como aposentadoria, pensão por morte e demais atendimentos feitos pelo instituto.



Apesar da retomada presencial, o INSS garantiu continuar com os atendimentos pelos canais digitais. Além de ser uma facilidade para os usuários, desafoga também as equipes presenciais nas agências. Outra vantagem é a possibilidade de resolver vários serviços sem ter a necessidade de se deslocar até uma unidade do INSS. Afinal de contas, muitos segurados são idosos e alguns têm mais dificuldade de mobilidade.

De acordo com o INSS, pelo menos 90 serviços são permitidos por meio das plataformas digitais, como o site e app “Meu INSS”. Mas, se o segurado prefere ou precisa agendar um atendimento presencial, é preciso entrar em contato pelo site “Meu INSS” ou pelo app.

Outra opção para quem não tem acesso à internet é pelo telefone 135. Nos casos em que o segurado não consegue de nenhuma das formas, algumas agências permitem o agendamento de forma presencial. Só que, nesses casos, as agências que permitirão esse tipo de agendamento ainda não foram definidas. A lista com todas as unidades deve ser divulgada até o fim deste mês de março.




Veja mais sobre

Voltar ao topo

Deixe um comentário