scorecardresearch ghost pixel



Se eu solicitar o novo RG, não vou mais precisar da CNH?

Além de um QR Code, novo documento também poderá ser usado em outros países. Saiba mais sobre essas mudanças.



A nova carteira de identidade ou RG Único entrou em vigência no dia 1º de março, logo após o governo federal oficializar sua implementação no Diário Oficial da União (DOU).

Leia mais: CNH 2022: Conheça as novas regras para tirar ou renovar o documento

O prazo dado para os órgãos emissores se adequarem às novas regras é de um ano, ou seja, até março de 2023. A partir dessa data, somente o novo formato do documento será emitido no território nacional. Confira quais serão essas mudanças logo abaixo!



Novo RG

A Carteira Nacional de Identidade Unificada ou RG Único tem a missão de unificar os dados do cidadão em apenas um único documento. Neste novo formato, o número de identificação será o CPF que, por sua vez, servirá de referência para o novo RG.

Para facilitar a identificação do cidadão, um número QR Code será gerado junto com o documento. A autenticidade das informações contidas nele poderá ser consultada via acesso online ou offline – quando não houver acesso à internet.

Outro ponto positivo envolve a segurança dos dados pessoais do cidadão. Com a modernização do RG atual, o verdinho, os brasileiros ficarão mais protegidos contra crimes de fraude e eventuais golpes relacionados aos informes pessoais.

Principais mudanças do novo RG

Confira a seguir uma lista de alterações que estarão presentes no novo documento de identificação nacional:

  • Utiliza o CPF como referência do indivíduo;
  • Estabelece a unificação dos dados do cidadão em apenas um único documento;
  • Oferece autenticação das informações por meio de QR Code;
  • Garante a emissão unificada da identificação do cidadão. Até então, o indivíduo recebia um número de registro diferente dependendo do estado de requerimento;
  • Nova carteira pode ser usada como documento de viagem em países do Mercosul. Isso só é possível graças ao código de identificação MRZ, o mesmo usado em passaportes;
  • Emissão gratuita e por meio dos tradicionais órgãos emissores, como as secretarias de Segurança Pública.


O novo RG vai substituir a CNH?

A resposta é não! Apesar de unificar os principais dados e informações do cidadão, o RG Único não substitui a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e nenhum outro – salvo a própria Carteira de Identidade nos moldes antigos.

Sendo assim, mesmo com a emissão do novo RG, a CNH ainda continuará valendo em todo o país. Para quem não quer andar com a habilitação no bolso, a dica é optar pela Carteira Digital de Trânsito, que guarda no celular não só a carteira de motorista, mas também o documento do veículo.




Voltar ao topo

Deixe um comentário