scorecardresearch ghost pixel



Conheça as características das pessoas com alta inteligência emocional

Uma vida equilibrada não depende somente de aspectos físicos, mas também da saúde mental e os fatores que alteram comportamentos.



A inteligência emocional é a capacidade de gerir emoções, identificando-as de modo que as decisões sejam conscientes. Isso evita problemas de relacionamento, medos que paralisam e atitudes constrangedoras. A busca pelo sucesso pessoal ou profissional exige um constante aprimoramento da razão. 

Veja também: Lua de sangue acontece no próximo domingo no Brasil

Para transmitir confiança é necessário ter autocontrole, falar e agir com sabedoria. Expressar sentimentos genuínos, demonstrando sinceridade, vai ajudar você a se sentir mais confiante. Ser emocionalmente inteligente não significa ter apenas pensamentos bons, mas administrar sensações ruins, afastando a insegurança.



Confira os sinais de que você já desenvolveu um bom nível de inteligência emocional 

Você consegue se sentir bem sozinho 

Depender dos outros por qualquer motivo, para obter aprovação ou por ter medo de assumir responsabilidade reflete imaturidade. Portanto, a sua autonomia e entendimento de que ficar sozinho é bom às vezes, faz bem para a autoestima. 

 Você consegue se colocar no lugar do outro

A empatia afasta a arrogância e ajuda a resolver conflitos. Quando a perspectiva do outro é levada em consideração, a compreensão na hora de solucionar um problema fica mais clara. 



Você prefere observar e pensar antes de agir 

Quem toma decisões por impulso, além de se arrepender, tem o risco de afetar outras pessoas despropositadamente. Quando a reflexão faz parte do dia a dia, os sentimentos de culpa e frustração com certeza serão evitados. 

Você sabe lidar com imprevistos 

Perder o horário, machucar uma parte do corpo ou até mesmo bater o dedo na quina da porta. As pessoas que sabem focar a atenção no que importa e afastam o pessimismo conseguem realizar suas tarefas tranquilamente.




Voltar ao topo

Deixe um comentário