scorecardresearch ghost pixel



Pensando em abrir uma franquia do KFC? Veja quanto você terá que investir

Rede de restaurantes de fast-food estadunidense tem mais de 100 lojas espalhadas por diversos estados do Brasil.



Abrir uma franquia é um investimento que demanda bastante planejamento, tempo e, no caso de grandes empresas, dinheiro. Quem deseja contar com todo o aparato por trás de uma marca consolidada quase sempre considera as redes de fast-food.

Leia mais: Quer empreender? Veja algumas microfranquias lucrativas em 2022

Uma boa opção nesse mercado é o Kentucky Fried Chicken, mais conhecido como KFC. A rede de restaurantes avaliada em US$ 5,994 bilhões está no posto de 64ª marca mais valiosa do mundo, o que deixa claro que seu modelo é um sucesso.

O franqueado da KFC Food Court tem três versões para escolher: Express (loja de shopping), In-line (loja de rua com grande circulação de pedestres) e FSDT (loja de rua com grande circulação de carros). Hoje, vamos falar sobre o modelo mais conhecido e comum de se encontrar: a Express.



Quanto custa para ter uma franquia do KFC?

Segundo informações disponíveis no site da empresa, o investimento inicial para abrir uma franquia do KFC sai a partir de 1,9 milhão. Esse valor inclui a taxa de franquia de R$ 54,1 mil, além de outras despesas de um restaurante a partir de 60m² localizado em praças de alimentação de shoppings centers ou centro comerciais.

O contrato tem duração de 10 anos, com prazo de retorno estimado de 48 meses.

Para investir em uma franquia da empresa, o interessado deve acessar o site kfcbrasil.com.br/franquias e preencher a Ficha de Pré-Qualificação.



KFC

O KFC, fundado em 1939 nos Estados Unidos, hoje conta com mais de 20 mil restaurante em 125 países. No Brasil, suas 100 lojas estão distribuídas entre os estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Espírito Santos, Bahia, Ceará e Pernambuco.




Veja mais sobre

Voltar ao topo

Deixe um comentário