scorecardresearch ghost pixel



Auxílio de R$ 1.000 para estudantes; veja como funciona o benefício

Além de parcela única no valor de R$ 1 mil, famílias de estudantes contemplados também recebem parcela mensal de R$ 100 por 12 meses.



Jovens estudantes que se destacarem em atividades ligadas ao ensino e ao esporte podem conseguir uma recompensa no valor de até R$ 1 mil, além de 12 parcelas de R$ 100.

Leia mais: Liberados os calendários Auxílio Brasil e FGTS de junho; veja todas as datas

Os benefícios, que fazem parte do Auxílio Brasil, foram chamados de Bolsa de Iniciação Científica Júnior e Auxílio Esporte Escolar. Eles garantem recursos à parte dos pagamentos mensais de R$ 400 do programa de transferência de renda. Saiba mais sobre eles a seguir!



Bolsa de Iniciação Científica Júnior

Alunos que apresentarem bom desempenho em competições acadêmicas e científicas, de abrangência nacional, e com vínculos a temas da educação básica, podem receber o benefício. Ao todo, foram cinco Olimpíadas Científicas chanceladas pela iniciativa, a saber:

  • Olimpíada Brasileira de Astronomia (OBA)
  • Olimpíada Brasileira de Robótica (OBR)
  • Olimpíada Internacional de Física e Cultura (iPHCO)
  • Olimpíada Nacional de Ciências (ONC)
  • Olimpíada Nacional de Aplicativos (ONDA)

Aqueles que se destacarem nessas competições recebem 12 parcelas no valor de R$ 100. Além disso, a família do estudante também terá direito à parcela única anual de R$ 1 mil.



Auxílio Esporte Escolar

Diferentemente do anterior, este benefício complementar para famílias inscritas no Auxílio Brasil é voltado aos estudantes que se destacarem em competições oficiais do Sistema dos Jogos Escolares Brasileiros. Podem participar estudantes de 12 a 17 anos incompletos.

Podem se beneficiar com as 12 parcelas de R$ 100 mensais, além de uma única de R$ 1 mil, os alunos que conquistarem até a terceira colocação em modalidades esportivas individuais ou coletivas.

Além de ajudar financeiramente famílias de baixa renda, o benefício também tenta alcançar o potencial dos jovens brasileiros em idade escolar para o esporte, fazendo com que eles tornem-se representantes de competições internacionais no futuro.




Voltar ao topo

Deixe um comentário